Sábado, 28 de Setembro de 2013

Mais uma etapa da vida

 

 




Caminho erradamente no mundo...


Sei que caminho porque meus pés me doem
porque meus braços pesam
minhas costas já não se endireitam, com o peso do fardo
de todos os transtornos que a vida nos faz
Sorrir...
Sorrio sempre, com dor com alegria,  já nem sei qual sorriso me fica melhor.
Há quem pense que sabe mais do que eu…
Até deixo pensar, porque as forças são poucas ou nenhumas para contrariar quem não quer ser contrariado…
Quem sou eu, para te fazer pensar o contrário?
Nada nem ninguém…
Mas grito, mas digo que o que penso é somente meu, ninguém pode, ninguém poderá entrar na minha forma de ser e pensar…
Ninguém pensa o que eu penso, ninguém sente o que eu sinto…
Ninguém tem o direito de fazer meu caminho por mim…
Mesmo dizendo agir para o meu melhor…
“Acho isso uma covardia dizer ou querer dirigir uma vida que não é a própria, porque não consegue fazer a sua caminhada”
Mais palavras para quê, seria remar num turbilhão onde nunca conseguiríamos vencer…
Então deixa dizer, Deixa pensar, deixa comentar…
Faz tu o teu próprio caminhar, como eu faço o meu …




publicado por Alzira Macedo às 23:53
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 13 de Outubro de 2009

Palavras ao Vento

 

 

 

Saí do trabalho um pouco mais cedo do que o costume…
Estava ansiosa por sair respirar o ar livre,
Pois tinha estado fechada durante 12h no turno da noite…
O dia nascia e comigo a vontade de caminhar á beira mar…
Mas ainda fui tomar o café com as colegas de serviço
deu tempo suficiente, para ter umas conversas simpaticas e umas boa rizadas…
A brisa da manha fazia com que meus cabelos voassem,  de um lado para o outro.
Peguei no meu carro e desci a avenida direcção ao mar…
tava lindo e implacavel…
Sempre dominador do tempo e do momento…
Algumas pessoas já faziam caminhadas…
Eu solitaria, sorri e coloquei os auriculares para ouvir musica…
comecei a caminhar respirando o bom ar para os pulmoes,
contagiada pela dança do mar fui marchando
fui olhando a meu redor,  vi uma jovem sentada á beira mar
e fui pensando…


Palavras ao Vento… 

 

Era uma garota, que como eu…
acreditava na vida plenamente…
traçava seu destino pelo instinto…
rezava pelo dia do amanhã…

 

E…

 

Como tantos, entre deveres e obrigações, ainda…
sonhava por um mundo melhor…
engoli as lágrimas das horas difíceis…

 

Mas…

 

A vida não para e ela continua…
a lutar por um mundo digno…
na batalha, ia conversar com o mar
sobrevivendo e desejando tudo ultrapassar

 

E…

 

continuei marchando
De sorriso nos labios
com vontade de ao mar me entregar
podendo novos mundos conquistar
Sei que tenho de ficar
pois só foram pensamentos ao vento
Prometo lá voltar
para mais jovialidade respirar…

 

Mesmo…

 

Sendo Devaneios
Já alguem assim dizia…


Tudo vale a pena, quando a alma não é pequena…

 

 

 

Alzira Macedo

 

 

 

sinto-me: A Devanear
música: um coração sozinho

publicado por Alzira Macedo às 18:52
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

Para descontrair

 

 

Olá amigos...

Sentiram minha falta?
pois eu tambem....
Mas como o país anda em crise os meus blogs tambem (risos)

Tenho andado sem muito tempo para os meus cantinhos preferidos que sao os meus e os vossos blogs....
Mas hoje cá estou !!!

Recebi um mail muito engraçado, e como precisamos descontrair!!! Entao vou partilhar convosco...
Este mail recebi de um amigo e poeta ROGERIO DO CARMO

AUTOR DO LIVRO ... "VAGAS"  ENTRE OUTROS.....

Um dia destes o trarei comigo e o apresentarei, pois merece ser divulgado pelos amigos....

Até lá vamos sorrir um pouco

Pode ser???

 

Imagina-te pendurado (a) numa árvore por uma corda que está presa no chão. Uma vela está queimando a corda e um leão está esperando que a corda queime. O que fazer?

 

 

 

 

                      Pensa um pouco, antes de veres a resposta

 

 

 

 

 

 

 

Óbvio...........

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cantar Parabéns ao Leão!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

ahahahahahahha
Apanhei-te???
Nao fiques triste tambem eu fui apanhada...

sinto-me: risonha
música: Parabens.. (riso)

publicado por Alzira Macedo às 15:16
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 11 de Maio de 2008

Ponto, ou virgula?

 

 

 

 

 

           Quando a saudade existe….

 

A saudade aparece quando menos esperamos
Invade a alma, o tempo, sem a procurarmos
Instala-se suavemente como a lua se deita
não escolhe hora ou lugar
ela vem para ficar
é saudade do passado, das amizades, da vida vivida e não volta
consegue te magoar com sua revolta
Mas se ela existe a saudade
é porque existem sentimentos acentuados pela gravidade
do momento do presente
e do vazio que a gente sente
È a prova certificada de que o vazio está presente
dos momentos passados das pessoas que vieram e partiram
deixando-nos saudades e sozinhos
são as partidas que os amigos pregam ao nosso coração
caímos na armadilha de bom anfitrião
que iremos fazer com este vazio então
viver todos os momentos proibidos
todos os momentos vividos
nunca deixar o que um dia nos irá perseguir
porque a saudade…
Essa, não vai desistir
Irá te lembrar para a eternidade
o quanto somos pobres na realidade
pobres de viver, de sorrir, de aproveitar o momento
queremos passar a vida a correr
e por fim nos resta a saudade para reviver…

 

 

Alzira Macedo

 

 

Hoje domingo, nao vou reviver, mas sim viver este dia em maravilha...
Convido-vos a que passem um optimo domingo e sorriem muito
A felicidade de viver e gozar a vida tá dentro de cada um de nós...
beijos

 

sinto-me: com vontade de gozar um bom do
música: Carrusso - Lucio Dalla

publicado por Alzira Macedo às 08:50
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 76 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Mais uma etapa da vida

. Palavras ao Vento

. Para descontrair

. Ponto, ou virgula?

.tags

. todas as tags

.favoritos

. A perfeição...

. As Contradições do Amor

. Quem serei eu

. Alzira Macedo-dueto-Sonho...

. Teu Nome

. Homem do Mar

. Amanhecer

. Somente Tu

. Um pouco sobre mim ...

SAPO Blogs

.subscrever feeds