Terça-feira, 1 de Outubro de 2013

Poisando nas palavras...

 

 

 




Palavras…

Vivo sempre a escrever, para tentar mudar
Mas nada muda…
Minhas palavras não me podem transformar
Pois elas,
não passam de meus pensamentos

 e sentimentos mais ocultos…
Que estão cravados em minha mente
onde,
Tanta gente tenta alcançar
sem conseguir me encontrar
Penso e repenso e passo á frente
sem que consigam me acompanhar
são estados de alma difíceis de conquistar

nem eu , consigo lá chegar
pensamentos voláteis...
Quero parar o tempo
e recordar sem conseguir os agarrar

Sensações…
Olho para dentro de mim
Onde minha visão não pode chegar,
onde minha audição não pode ouvir
onde meus sentidos nunca me serão uteis...
Desafiam-me a cada esquina da vida
E sinto que o meu interior, algumas vezes
Não passa de um lugar inseguro e sem sentimentos
Vivo a não esperar!
Esperando…
Apenas vivo sem me importar
importando-me...
Sem pensar por um instante
No futuro que já passou
recordando
Os momentos que já se foram
Sem ao menos chegarem até mim
dou por vencida esta sádica busca
Da viagem ao meu eu
ou será o teu…





Alzira Macedo
Geloux 01/10/2013

 

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2

publicado por Alzira Macedo às 01:13
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 7 de Dezembro de 2009

Refugiar....

 

 

 

Refugio-me no pensamento…

 

Queria ser azul do mar,
para minhas lágrimas não notar
porque teimo eu em chorar…
Naufragada na tempestade do desespero
Um amanhecer, um despertar
sem ter onde me agarrar
Perdida dentro de mim, sem me encontrar
Nem destino onde possa remar
Já chorei sem querer
sem notar, sem saber
em ti…
desaguei, todo meu desespero
toda minha alma
entro e moro em ti
 em cada segundo, em cada momento
Envolvida pelo sentimento
deixei-me empurrar pelo vento
Naveguei
encontrei dentro de ti meu lugar
Não preciso mais nada
Meus olhos embriagados de paixão
Pelo meu mar
Não quero regressar
humm…
doce sensação
de não pertencer a ninguém
envolvida pelo sonho da liberdade,
 passeando de maré em maré
beijando a lua, com meus pensamentos
de pés nus pisando a areia
envolvida de mistério,
 desnudada corro com o vento
meu corpo é teu alento
mera ilusão…
acordo e a triste realidade se instala
Quem sou, onde pertenço
Aqui…
Nesta terra sem magia sem deslumbramento…

Vivo feliz, nos meus sonhos
refugiando-me no pensamento
 

 

 

Alzira Macedo

 

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: vontade de naufragar
música: Ladrão enamorado

publicado por Alzira Macedo às 11:25
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 76 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Poisando nas palavras...

. Refugiar....

.Momento de reflexão

Image Hosting

< < <

Myspace Photo Cube

.tags

. todas as tags

.favoritos

. A perfeição...

. As Contradições do Amor

. Quem serei eu

. Alzira Macedo-dueto-Sonho...

. Teu Nome

. Homem do Mar

. Amanhecer

. Somente Tu

. Um pouco sobre mim ...

SAPO Blogs

.subscrever feeds