Sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

Recuso-me aceitar

 

 

 





Mente cansada


Pelas encruzilhadas da vida
friamente recorda-se o passado
tentar desvendar o que foi dito,
o que foi feito

com desfecho de nada ter conseguido
Por todo o lado se passou,
com alegria vontade de conseguir

O presente está á frente
como derrotador de todo o sonho sonhado

de toda a vontade vencida
de toda a alegria resfriada
mera ilusão,
Esta é que é a realidade
Sonhar querendo realizar,
Mergulha-se nos sonhos
com o lema de viver ou tentar esquecer
confiar no coração
 é como renegar o suposto regressar da razão
menta cansada, não quer nem pensar
Deixa-se acreditar
o que é obvio não poder aceitar
repetidamente a acumulação do pesar se sente
lagrimas já não aliviam a alma
Arrependimento mata
o que resta entre a dor e o sofrimento
é o tempo que não para
Que há para lá do sonhar,
Apenas metáforas de um querer sem obter
de um fingidor querendo ser
uma luz vaga passa pelo quadro da realidade
um nu, apenas um nu está á vista
palavras ocas, sem coerência
tudo morre, mesmo a exaltação
onde sempre acabou cada ilusão
de uma vida sonhada dormitando
apesar das ruinas, resta a força de continuar a viver
melhorando a forma de ser…




Alzira Macedo



http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2

publicado por Alzira Macedo às 22:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 10 de Novembro de 2009

Um coração quer amar...

 

 

 

Deixa entrar o amor…

Deixa-me te amar toda uma noite…
sim...
Simplesmente uma noite
deixa-me viajar no mundo do amor incógnito
da partilha, do dar sem medidas
esquecendo vidas vividas
viaja comigo, assim querendo
faremos a mais longa viagem
de corpo a corpo, de alma a alma
o céu se abrirá para nosso amanhecer
a folha que cresce, necessita de luz
nosso amor precisa quem o seduz
tu és meu sol, eu serei tua estrela
completaremos por uma noite
tudo quanto em nós nasceu, e não aconteceu,
Depois…
Haverá  depois?
Não interessa…
O importante é viver
é partilhar sem pensar
Sem preconceitos
apenas estarmos  juntos
desfrutar do nosso amor
Não olhes para trás
dá, recebe, aceita…
Sente-te feliz uma única vez na vida
realiza-te sem medida…
Não voltaremos a ser desapaixonados
vamos viver como se não existisse o amanha
apenas o que somos
o que queremos
hoje, agora e depois
viver um romance a dois
nesta vida triste e sem sentido
somente o amor  tem  o  dom de alegrar
este nosso caminho percorrido

 

 

 

Alzira Macedo

 

 

 

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me:
música: Ti Amo...

publicado por Alzira Macedo às 13:56
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 74 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Recuso-me aceitar

. Um coração quer amar...

.Momento de reflexão

Image Hosting

< < <

Myspace Photo Cube

.tags

. todas as tags

.favoritos

. A perfeição...

. As Contradições do Amor

. Quem serei eu

. Alzira Macedo-dueto-Sonho...

. Teu Nome

. Homem do Mar

. Amanhecer

. Somente Tu

. Um pouco sobre mim ...

SAPO Blogs

.subscrever feeds