Sábado, 28 de Setembro de 2013

Mais uma etapa da vida

 

 




Caminho erradamente no mundo...


Sei que caminho porque meus pés me doem
porque meus braços pesam
minhas costas já não se endireitam, com o peso do fardo
de todos os transtornos que a vida nos faz
Sorrir...
Sorrio sempre, com dor com alegria,  já nem sei qual sorriso me fica melhor.
Há quem pense que sabe mais do que eu…
Até deixo pensar, porque as forças são poucas ou nenhumas para contrariar quem não quer ser contrariado…
Quem sou eu, para te fazer pensar o contrário?
Nada nem ninguém…
Mas grito, mas digo que o que penso é somente meu, ninguém pode, ninguém poderá entrar na minha forma de ser e pensar…
Ninguém pensa o que eu penso, ninguém sente o que eu sinto…
Ninguém tem o direito de fazer meu caminho por mim…
Mesmo dizendo agir para o meu melhor…
“Acho isso uma covardia dizer ou querer dirigir uma vida que não é a própria, porque não consegue fazer a sua caminhada”
Mais palavras para quê, seria remar num turbilhão onde nunca conseguiríamos vencer…
Então deixa dizer, Deixa pensar, deixa comentar…
Faz tu o teu próprio caminhar, como eu faço o meu …




publicado por Alzira Macedo às 23:53
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 13 de Setembro de 2010

Lavei a alma de palavras

 

 

 
 
As amarras de uma paixao
 
 
Naveguei em teu corpo
como o barco navega no mar
teus braços senti como remos
dirigindo-me para o leito do amor
onde me desnudei
e a ti me entreguei
na noite calma ali...
tu e eu
sem pressa,
sem vontade de regressar à  realidade
beijos soaves foram trocados
chamando o desejo
as estrelas testemunharam nossas juras
a lua minhas lagrimas de felicidade
foste minha fonte de inspiraçào
meu amor tornou-se poesia
encantando-me à luz do dia
o vento virou
e de mim te levou
deixando-me um vazio
afoguei na fonte das incertezas
lavando lagrimas de tristeza
apenas restou a recordaçào
de uma paixao
que aprisionou,  unicamente meu coraçào



Alzira Macedo   
sinto-me: Enganada pelo vento

publicado por Alzira Macedo às 12:34
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Sábado, 16 de Janeiro de 2010

Palavra...

 

 

 

Palavras tornaram-se silencio

Quantas delas são ditas ao vento
recolhidas no relento
de uma ilusão
quantas palavras são prenunciadas para nada dizer
são ditas embrulhadas de belos sorrisos
deixando um sabor amargo
pelo destroçamento do acontecimento
quantas palavras me disseste e eu acreditei…
Hoje já não sei
essas palavras que não preenchem o vazio
 que se transformou dentro de mim
Não vou mais ouvir
palavras sem nexo,
sem coerência
embrulhas minha existência
com dúvidas
e mais duvidas…
palavras para quê
se na explicação,
 misturas palavra por palavra
sem verdadeira razão
um pedaço de mim se esvoaçou
quando nas tuas palavras desacreditou
o mundo desabou
pelo que quis ouvir
agora me resta apenas, palavras soltas
sem sentido
sem futuro
sem verdade

 

 

 

Alzira Macedo

 

 

 

sinto-me: Sem palavras
música: A Musica

publicado por Alzira Macedo às 23:23
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Terça-feira, 17 de Novembro de 2009

Sinto-me entre o mar e o espaço...

                    

 

 

Recebi um e-mail de um amigo muito querido, até parece que sabe da forma como me estou a sentir, diz sempre o que necessito ouvir...
Obrigado JotaEfe pela tua amizade, companhia e boas vibrações...
Passo a partilhar convosco o conteudo desse e-mail...

 

 

 

 "Torna-te comum e serás extraordinário; tenta te tornar extraordinário e continuarás a ser comum."   (Osho)
 
DEZ COISAS QUE LEVEI ANOS PARA APRENDER....
 
1. Uma pessoa que é boa com você, mas grosseiro com o (garçon), não pode ser uma boa pessoa.
2. As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você, quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.
3. Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance.
4. A força mais destrutiva do universo é o mexerico (contos e ditos).
5. Não confunda nunca sua carreira com sua vida.
6. Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite.
7. Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria "reuniões".
8. Há uma linha muito tênue entre "hobby" e "doença mental".
9. Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito.
Será ou não … eis a questão… (Já William Shakespeare assim dizia)
10. Nunca tenha medo de tentar algo novo. Lembre-se de que um amador solitário construiu a Arca.
Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic. (Luís Fernando Veríssimo)
 
"A vida só é possível através dos desafios.
A vida só é possível quando você tem, tanto o bom tempo quanto o mau tempo, quando tem prazer e dor; quando tem inverno e verão, dia e noite; quando tem tristeza tanto quanto felicidade, desconforto tanto quanto conforto.
A vida passa entre essas duas polaridades.
Movendo-se entre essas duas polaridades, você aprende a se equilibrar.
Entre essas duas asas, você aprende a voar até a estrela mais brilhante. (Osho)

 

 

 

 

Já notaram que ando mais uma vez com as rodas baixas né!!!
Ena que ultimamente está a ser muitas vezes, não estou a gostar nada disto...
Sejam felizes amigos bjs...
Alzira Macedo

 

sinto-me: molenga...
música: Amigo (quando se ama a gente não disfarça)

publicado por Alzira Macedo às 09:31
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sábado, 24 de Outubro de 2009

Desabafos de uma mente á solta...

 

 

Amor ou ilusão eis a questão…

Ao conhecer é tudo maravilhoso
palavras doces,
 com ar descontraído e cauteloso
por fim contam-se horas de conversa
 de sorriso de palpites no coração
fala em amor o elo mais forte,
responde o intimo muito baixinho
De quem não se quer aventurar
Não é não …
O coração agita-se com essa ideia
duvidas, preocupações instalam-se
de repente abalou esse mundo de castelos
 de príncipes encantados, no país das 7 maravilhas
a que era tratada como princesa
sofreu por não aceitar, essa chama acesa
palavra, palavrão
tudo foi dito em confusão
rasgaram-se mutuamente a pele da alma,
arranharam-se ão mais profundo de cada ser
será que algo irá prevalecer
serão suficientemente, fortes para dar a volta á situação
por dizer, por apontar nada restou!!!
os belos princípios, acusados foram
 Tudo se desmoronou
Parada no tempo, no sofrimento sozinha ficou
a princesa...
bêbada de confusão,
uma náusea instalou em seu coração
porque permitiu entrar em sua vida
e suas capacidades dominar
sua força, sua mente seu intimo
uma partida  lhe estarão a jogar
ou a testar…
Reprime um choro, de uma noite mal dormida
O príncipe de...
Sentido de humor bem apurado,
belo olhar, sorridente, com charme
possessivo e dominador
fantasma dos seus sonhos
dos seus desejos
do seu querer
serão os ingredientes de um belo amor…
ou apenas de um belo amanhecer
valerá a pena conhecer
e por ele sofrer...

 

Alzira Macedo

 

sinto-me: Nem tenho mais palavras....
música: Só dá amor quem tem amor...

publicado por Alzira Macedo às 14:01
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Terça-feira, 8 de Setembro de 2009

Eu quero...

 

 

 

Eu quero ser feliz e tu???

 

Texto e imagem retirado da net

sinto-me: Com vontade de dar o fora

publicado por Alzira Macedo às 10:00
link do post | comentar | favorito
Domingo, 11 de Maio de 2008

Ponto, ou virgula?

 

 

 

 

 

           Quando a saudade existe….

 

A saudade aparece quando menos esperamos
Invade a alma, o tempo, sem a procurarmos
Instala-se suavemente como a lua se deita
não escolhe hora ou lugar
ela vem para ficar
é saudade do passado, das amizades, da vida vivida e não volta
consegue te magoar com sua revolta
Mas se ela existe a saudade
é porque existem sentimentos acentuados pela gravidade
do momento do presente
e do vazio que a gente sente
È a prova certificada de que o vazio está presente
dos momentos passados das pessoas que vieram e partiram
deixando-nos saudades e sozinhos
são as partidas que os amigos pregam ao nosso coração
caímos na armadilha de bom anfitrião
que iremos fazer com este vazio então
viver todos os momentos proibidos
todos os momentos vividos
nunca deixar o que um dia nos irá perseguir
porque a saudade…
Essa, não vai desistir
Irá te lembrar para a eternidade
o quanto somos pobres na realidade
pobres de viver, de sorrir, de aproveitar o momento
queremos passar a vida a correr
e por fim nos resta a saudade para reviver…

 

 

Alzira Macedo

 

 

Hoje domingo, nao vou reviver, mas sim viver este dia em maravilha...
Convido-vos a que passem um optimo domingo e sorriem muito
A felicidade de viver e gozar a vida tá dentro de cada um de nós...
beijos

 

sinto-me: com vontade de gozar um bom do
música: Carrusso - Lucio Dalla

publicado por Alzira Macedo às 08:50
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 7 de Maio de 2008

SUCUMBI Á NOSTALGIA



Escritos

 

Meus escritos, minha paixão,
em ti deposito tudo quanto trago no coração
Hoje sucumbo á nostalgia
momentos tristes e alma vazia
é assim que me sinto todo dia
Necessito desabafar
sei que não vão gostar
Mas quem sou eu, para simplesmente sorrir
se a vida teima em não florir
È passageiro me vão dizer
eu, conserteza irei opinar
quando esta dor passar
agora e no momento não consigo concordar
trago o peso da dor que quer desabrochar
deixem minha dor se soltar
sem sequer tentar me confortar
nada, nem ninguém consegue entender
o que não sabemos esclarecer
fantasia ou real?
Sei apenas que me sinto mal
gostam do meu sorriso da minha forma de ser
Mas não tentam sequer me compreender
Também me esforço em vos dizer
que amanha é um novo amanhecer
vou esperar por ele, para melhor me entender
Haverá salvação!!!
Para este meu pobre coração
que sofre, e sempre a dizer que não
Felizmente sou humana
sinto na pele toda a dor quotidiana
Estas são palavras de uma mulher que tudo sente e tudo ama

Alzira Macedo
07/05/08


 

 

 


"Como a poesia, a música retrata os estados da alma e as ondulações do coração, e concretiza os pensamentos invisíveis, e descreve o que há de mais belo nos desejos e sensações do corpo.

"Khalil Gibran)

sinto-me: prefiro nem comentar
música: Porque te vas - Jeanette

publicado por Alzira Macedo às 21:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 76 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Mais uma etapa da vida

. Lavei a alma de palavras

. Palavra...

. Sinto-me entre o mar e o ...

. Desabafos de uma mente á ...

. Eu quero...

. Ponto, ou virgula?

. SUCUMBI Á NOSTALGIA

.tags

. todas as tags

.favoritos

. A perfeição...

. As Contradições do Amor

. Quem serei eu

. Alzira Macedo-dueto-Sonho...

. Teu Nome

. Homem do Mar

. Amanhecer

. Somente Tu

. Um pouco sobre mim ...

SAPO Blogs

.subscrever feeds