Sábado, 28 de Setembro de 2013

Mais uma etapa da vida

 

 




Caminho erradamente no mundo...


Sei que caminho porque meus pés me doem
porque meus braços pesam
minhas costas já não se endireitam, com o peso do fardo
de todos os transtornos que a vida nos faz
Sorrir...
Sorrio sempre, com dor com alegria,  já nem sei qual sorriso me fica melhor.
Há quem pense que sabe mais do que eu…
Até deixo pensar, porque as forças são poucas ou nenhumas para contrariar quem não quer ser contrariado…
Quem sou eu, para te fazer pensar o contrário?
Nada nem ninguém…
Mas grito, mas digo que o que penso é somente meu, ninguém pode, ninguém poderá entrar na minha forma de ser e pensar…
Ninguém pensa o que eu penso, ninguém sente o que eu sinto…
Ninguém tem o direito de fazer meu caminho por mim…
Mesmo dizendo agir para o meu melhor…
“Acho isso uma covardia dizer ou querer dirigir uma vida que não é a própria, porque não consegue fazer a sua caminhada”
Mais palavras para quê, seria remar num turbilhão onde nunca conseguiríamos vencer…
Então deixa dizer, Deixa pensar, deixa comentar…
Faz tu o teu próprio caminhar, como eu faço o meu …




publicado por Alzira Macedo às 23:53
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 12 de Janeiro de 2010

holograma meu...

 

 

 

 

Sei quem e o que és…

 

 

Nem de longe, nem de perto
duvidei quem eras…
um dia pousaste em minha janela
encantaste-me com teu cantar
com tua forma de estar
Protegido ou não pela luz do dia
vieste para ficar
e disso nunca irei abdicar
Vivo?
Vives em meu ser
nas minhas noites, mais tristes
nas minhas madrugadas mais solitárias
reflectido em cada olhar
em cada pensamento e em cada sonhar
És amante, amigo
cantando lindos versos de embalar
holograma…
sem ser…
posso te sentir, te ver
talvez nunca te pertencer
fazes parte deste meu viver
num espaço de dois mundos
diferentes, e tão iguais…
Desvaneces?
Não creio
Teu sorriso, tuas palavras
ficam marcadas para a eternidade
O amor sem realização
Mas constante em nosso coração
Ilusão…
de quem?
 de ti de mim…
Não…
Vive eternamente nesta minha imensidão
Nesta minha arvore que floresce em cada manha
sem nada pedir…
sem nada exigir
Nada apagarei
nem mulher, nem amiga,
nem sonho, nem conquista
Nesta tela pintada por nós
ficará mais bela com cada cor
de cada sorriso, de cada lágrima,
de cada dor,
nesta busca de entender a realidade
A luz da esperança nasceu
dizendo…
 Escolheste a melhor oportunidade que a vida te deu

 

 

 

 

 

Alzira Macedo

 

 

 

 

sinto-me: A luz da esperança

publicado por Alzira Macedo às 22:56
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

Solidaria...

 

 

 

 

 

Tempo de alegrias

 

O Natal vai chegando

Com ele essa sensação de

Que o mundo se transforma

Aos poucos.

 

Os projectos vão aparecendo,

As casas iluminam-se,

Tornam-se coloridas e belas.

 

Dentro do coração a esperança

Adormecida acorda devagarinho

E toma forma,

Alimentando assim o desejo

De que um milagre aconteça

E traga os sonhos perdidos ou a

Felicidade esperada.

 

As pessoas tornam-se mais

Dóceis e fala-se em

Solidariedade.

 

E Jesus,

Muitas vezes esquecido,

Renasce.

 

Quem duvida do milagre

Do Natal deveria abrir

Mais os olhos,

Porque fazer um milagre não

É realizar grandes

E extraordinários feitos,

Mas devolver a esperança aos cansados,

A alegria à alma aflita

E um pouco de ternura a um

Coração desesperado.

 

Quem divide um pedaço de

Pão com um faminto,

Agasalha alguém que sente

Frio e traz um pouco de luz

Aos que perderam o direito

À luz do dia,

Alimenta e veste o Mestre

E habita Seu coração.

 

Aí sim está o milagre de toda

A magia do Natal.

 

Sendo humanos,

Tornamo-nos seres de luz

Capazes de iluminar

O mundo.

 

Pudesse essa magia

Perdurar o ano todo,

Haveria mais flores nos campos

E mais sorrisos nos rostos;

Haveria mais olhos brilhando

E menos doenças da alma.

E o mundo seria

Uma imensa família,

Exactamente como

Deus idealizou.

 

Pense nisso,

Tenha um Feliz Natal e faça

Feliz o Natal de alguém!

 

* * * * *

 

TEXTO: Letícia Thompson

 

sinto-me: com esperança
música: Toca o sino

publicado por Alzira Macedo às 08:13
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sábado, 5 de Dezembro de 2009

Partilhar " O AMOR"

 

 

 

 


PARA REFLETIRMOS JUNTOS.....

Vida - É o amor existencial.

Razão - É o amor que pondera.

Estudo - É o amor que analisa.

Ciência - É o amor que investiga.

Filosofia - É o amor que pensa.

Religião - É o amor que busca a Deus.

Verdade - É o amor que eterniza.

Ideal - É o amor que se eleva.

Fé - É o amor que transcende.

Esperança - É o amor que sonha.

Caridade - É o amor que auxilia.

Fraternidade - É o amor que se expande.

Sacrifício - É o amor que se esforça.

Renúncia - É o amor que depura.

Simpatia - É o amor que sorri.

Trabalho - É o amor que constrói.

Indiferença - É o amor que se esconde.

Desespero - É o amor que se desgoverna.

Paixão - É o amor que se desequilibra.

Ciúme - É o amor que se desvaira.

Orgulho - É o amor que enlouquece.

Sensualismo - É o amor que se envenena.

Finalmente, o ódio, que julgas ser a antítese do amor, não é senão o próprio Amor que adoeceu gravemente.


(....Francisco Cândido Xavier...)

 

sinto-me: com vontade de mudar o mundo
música: Sempre que o amor me quizer

publicado por Alzira Macedo às 02:55
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 18 de Abril de 2008

A esperança

 

Neste meu poema que vos dedico, encontraram todo o

sentimento da esperança

Pois é com ela que a nossa vida faz sentido....



Há sempre alguém…


Precisas de mim? Vou te acompanhar…
Quero fazer parte da tua vida sem te obrigar!!!
Não importa da forma que eu entre,
O importante é entrar lentamente e ficar para sempre.
Estarei em tua vida seja ela alegre,
conflituosa, tranquila ou angustiante…
Te acompanharei sempre, tendo mesmo que ser tua amante.
Estarei presente, sempre que as lágrimas correrem…
Serei o teu suporte nas noites mal dormidas até ao amanhecer.
Há sempre alguém que precisa de mim e até tenta se esconder.
Serei forte e firme como o barco na tempestade,
Que luta contra marés e desafios com toda a vontade.
Há sempre alguém triste que precisa quem o conforte,
Mesmo quem já não sabe onde fica o sul e o norte.
Eu sou a esperança…
Mesmo que deposites em mim pouca confiança.
Por teres a vida que não escolheste,
não percas tua perseverança.
Estarei por perto em todo o momento,
Te ajudando nas tuas alegrias, como no teu sofrimento.
A esperança é um sentimento de força e fé,
mesmo por vezes encoberta.
Ela existe em cada um de nós …
Com a esperança conquistes um dia tua meta.
Não te sintas descontente,
Ela foi o teu passado será o futuro e é o teu presente

Alzira Macedo

sinto-me: Esperançada

publicado por Alzira Macedo às 23:37
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 76 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Mais uma etapa da vida

. holograma meu...

. Solidaria...

. Partilhar " O AMOR"

. A esperança

.tags

. todas as tags

.favoritos

. A perfeição...

. As Contradições do Amor

. Quem serei eu

. Alzira Macedo-dueto-Sonho...

. Teu Nome

. Homem do Mar

. Amanhecer

. Somente Tu

. Um pouco sobre mim ...

SAPO Blogs

.subscrever feeds