Sábado, 1 de Maio de 2010

Momentos meus e talvez teus...

 

Momentos memoráveis e enesqueciveis…


Momentos únicos que vivo e não descrevo…
Que partilho comigo e o mundo num arejo do vento…

Não em palavras, pela falta de tempo, pela falta de cumplicidade e de vontade…

Mas memoráveis, porque nos deixam um rasto de sorriso.
Um pensamento para recordar…
Para escrever, mesmo passando o seu tempo…

Lembro-me de que não deixava passar uma data histórica sem escrever seja o que fosse…
Mesmo apenas um pensar só meu…
Hoje me sento em frente o pc e penso…
Tanto que perdi, por não escrever, mas não tinha pachorra no momento…

È verdade ando numa fase em que tudo me aborrece, em que tudo me ocupa o tempo e as minhas forças…

Não me perguntem o quê não saberei responder….

Mas hoje senti vontade de me sentar, de escrever, de reviver….
Neste tempo em que fiquei fora dos meus blogues, varias situações me aconteceram e que foram dignas de partilhar…
Mas houve um momento que vivi com toda ousadia, com toda vontade…
Nem sequer iria imaginar que daria motivo de escrita…

25 de Abril 1974 passou…

Por mim também…

Lembro-me de quando era garrota, esse dia foi marcante para a população portuguesa…
Eu nada entendia na altura…
Apenas presenciei mulheres na rua dizendo,  que podiam votar sem serem presas…
Mas mesmo assim tinham medo de falar…

Na historia não vou entrar porque até penso que já está mais do que esclarecida….

Como emigrante de longos anos que fui…
Sempre fui presa e amante das minhas raízes…
E como emigrante nunca vivemos a pleno o que nosso país vive…

Este ano... O dia 25 de Abril trabalhei…

Ao sair de casa pela manha fresca, mas serena…
Olhei para o canto da minha sala e lá tinha um lindo jarro de cravos vermelhos a sorrirem para mim….
Lembrei-me no instante do dia em que estava…
Peguei as flores num punhado e pensei vou levar para o emprego….
Vou fazer deste dia,  o que nunca fiz…

Um dia de alegria, de abertura, de recordação…
Mas abri logo de seguida mão…

Pensei e reflecti….

Ninguém irá dar o devido valor, até se irão rir de mim…

Mas não consegui sair de casa sem levar 3 cravos vermelhos comigo….
Guardei-os escondidos na, minha mala…
Ninguém deu por ela…
Pelo caminho não encontrei alma viva….
Ao chegar ao local de sempre,  onde tomo meu café todos os dias antes de iniciar o meu emprego…
Nada via…
Nada ouvia….
Mais uma vez ficaram guardados esses lindos cravos…
Entrei ao serviço, trabalhei, tristemente pensando, parti três cravos da minha jarra e vão morrer solitários…
Pelas 11 horas da manha decidi ir tomar um café,  coisa que já não me acontece á meses e tendo direito aos 10 minutos de pausa ….
Uma colega me acompanhou, então peguei nos cravos e lhe ofereci um, outro ficou para mim…
colocamos ao peito...

Sobrava mais um…
Ao dirigir-me para o local onde tomo o café, mais uma colega de serviço me pediu o cravo.
Sorridente, lhe dei.
Saímos sorrindo e cantando Grândola vila morena.

Ao chegar ao local exacto onde tomo o meu café, encontravam-se dois paramédicos,  estavam também de serviço no innem…

Qual foi o meu espanto quando um paramédico disse para o outro…

“ Já viste flores a andar”

Ri bem alto e disse gostei…

A resposta foi espontânea do paramédico… (Quem gostou fui eu, há quanto tempo não via tal demonstração)

Sinceramente o meu orgulho se encheu de entusiasmo, fiquei feliz…

Infelizmente não tinha mais cravos para dar a quem passava por mim e  pedia…

Algumas colegas me disseram no dia do trabalhador eu também quero um cravo…

Como nunca consigo ficar calada disse…

Está prometido…

Hoje dia do trabalhador, mais uma vez ao sair de casa pensei no que tinha prometido…

Hum… Onde vou buscar tanto cravo?

Não pensei duas vezes peguei nos que tinha na jarra e fui cortar todos os cravos, que minha mãe tinha na jarra dela….

Imaginem minha mãe acordar e ver apenas os paus de cravos sem flor ahahahha

Certezinha que me vai matar….

Não...
A prova está, aqui...
Escrevi o poste dos cravos vermelhos…

 Uffa, ainda estou viva….

E todas as funcionárias eram flores andantes hoje no emprego….
Até alguns utentes tinham o dito cravo ao peito...
Alzira Macedo
http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: Feliz
música: eu sou musica quando sorrio

publicado por Alzira Macedo às 22:22
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 25 de Abril de 2008

O Dia 25 de Abril contado a crianças

 

              

 

Sabem porque é que  dia 25 de Abril é especial?

 
É especial porque foi o dia em que nasceu a Democracia. Antes de nascer a Democracia viviamos numa Ditadura.
 
Mas afinal o que é a Democracia e a Ditadura?
 
Quando na escola vos mandam fazer um ditado, como é?
Uma pessoa dita e vocês têm de escrever o que ela dita. Mas tem de ser igualzinho! Se não for igualzinho têm má nota.
E se quiserem dar a vossa opinião? Se quiserem escolher o que escrever, como é que fazem?
Pois é! É na composição. Nela podem contar o que vos apetecer.
 
A Ditadura é como o ditado, não podem escolher, têm de fazer o que vos dizem sem reclamar senão podem ser presos. A Democracia é como a composição, podem dar a vossa opinião, podem escolher o que quiserem.
 
Em Portugal antes do dia 25 de Abril de 1974, havia uma Ditadura e nesse dia uns militares que não queriam aquela Ditadura, fizeram a revolução e foi então que nasceu a Democracia.


Hoje estou aqui a escrever este poste que pode correr o mundo a través da internet...
O que antes do 25 de Abril de 1974 era impenssavel,
Que estou eu a dizer!!!, nem sequer sonhavam poder falar até com o vizinho com medo de irem presos....
Já estao a ver a diferença..
Hoje dia da Liberdade fui trabalhar, sou auxiliar de enfermagem...
Nos corredores tudo andava calmo e sereno ninguem falava no dia da liberdade a nao ser por uma ou outra colega...
o que foi uma vitoria e dia de emoção em 1974 hoje já pouca gente se lembra...
Será porque tudo voltou á monotonia e que nada acontece no nosso país....
será que precisamos de mais um 25 de Abril???

Liberdade, liberdade...
nao é disso que necessitamos neste momento...
Mas sim de verdadeiros politicos que façam mais pelo seu povo, e nao pelas entidades  patronais...
Os ricos estao cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres...
Aonde começa a liberdade do ser humano?

Bom feriado para todos e nao pensem que é mais um dia para descansar, mas que é um dia que marcou a historia Portuguesa....


http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2

publicado por Alzira Macedo às 17:09
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 24 de Abril de 2008

O dia 25 de Abril

No lugar de balas, Cravos...

 

 

Nao sou politica, mas este dia nao podia passar em branco....
Pois tudo quanto sei, foi através do que me contaram "era criança na altura"
O nosso país vivia mal , e no medo...
Alterou alguma coisa?
Sim e nao....
Sim porque adequirimos a liberdade de expressão e do voto...
Nao porque de uma outra forma o pais arrasta-se para o abismo...
Mas isso precisaria de muito tempo para tudo apontar, o que está á vista de todos e ao desagrado de todos.... (os pobres) porque os ricos esses nem se preocupam.
O 25 de Abril de 1974 foi sem duvida um dia marcante para a nossa historia...

Desliguem a playliste abaixo para ouvirem o videoclip

 

 

 

 

Foi em Abril
Que a liberdade começou
E o povo gritou :
- Liberdade, Liberdade
A Liberdade já chegou!

Foi em 74 que Portugal renasceu,
Grândola Vila Morena se cantou.
Nesse dia ninguém morreu
E a paz entre nós ficou.

25 de Abril eu te recordarei,
Com o meu povo sofrido.
Eu nesse dia não chorei,
Pois não tinha ainda nascido.

Diziam os soldados,
A gritar e com razão:
- Todos somos bem amados,
Fruto da mesma Nação.

A liberdade é importante
Se a soubermos usar.
Vê se todos os homens
Dela, deixam de abusar.

Bruno Filipe - 6º A

    

 

somos livres de pensar, somos livres de dizer, somos livres de agir...
Respeita a liberdade, nao a estragues ....

Alzira Macedo

Vizitem o meu outro blog tem mais pormenores sobre o 25 de Abril dia da nossa liberdade...
www.alzira-poesia.blogs.sapo.pt

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: Emocionada, revolucionaria
música: Uma gaivota

publicado por Alzira Macedo às 21:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 76 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Momentos meus e talvez te...

. O Dia 25 de Abril contado...

. O dia 25 de Abril

.Momento de reflexão

Image Hosting

< < <

Myspace Photo Cube

.tags

. todas as tags

.favoritos

. A perfeição...

. As Contradições do Amor

. Quem serei eu

. Alzira Macedo-dueto-Sonho...

. Teu Nome

. Homem do Mar

. Amanhecer

. Somente Tu

. Um pouco sobre mim ...

SAPO Blogs

.subscrever feeds