Sexta-feira, 25 de Julho de 2014

Mais um amanhecer

 

 

 

Mais um dia…


O dia amanheceu triste como eu
a esperança desaparece lentamente
a luta deixa-se vencer pela tua distancia
não te vejo, e pior ainda não te sinto
mil e uma razão me atravessa o espirito
para desculpar-te
e outras mil e uma para culpar-te,
De deixares entrar esta desordem em mim
nada me ocupa o tempo
vagueias como um fantasma em mim, dia e noite
não consigo esquecer o gosto do teu beijo
a força do teu abraçar
deixando em minhas narinas o cheiro do teu corpo
tento esquecer teu nome
mas todo o meu eu reclama por ti
a noite que passou senti um vazio atravessar-me
como se de mim desistisses
esse calafrio que ninguém gosta
pressagio ou não, sinto que foste para não voltares
mesmo que voltes, já nada será igual
tanta desilusão,
Tanta palavra dita que não pode ser devolvida
tanta lagrima já corrida, não aliviando a dor
parece mais uma nascente de que um poente
mas teimo em querer-te sabendo que me vai ferir
esta minha teimosia
sei que é amor o que sinto, sei que é forte
até me leva a sonhar contigo acordada
sinta a tua falta, do teu olhar provocador
do teu sorriso encantador
dessa magia que fez nascer em mim o amor
esquecer quem se ama é difícil
mais difícil é aceitar que não me soubeste amar
Alzira Macedo
25/07/2014
sinto-me:
música: meus Sonhos - Rionegro & Solimões

publicado por Alzira Macedo às 06:52
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 18 de Agosto de 2010

Te amo filha...

 

 

 

Em mim vives


Estarei sempre em tua vida
em cada momento de felicidade
em cada dia,
que te sintas só
de o amanhecer ao anoitecer
Irei te ouvir…
Mesmo sem voz
meu coração estará sempre com o teu
de mim nasceste, comigo cresceste
em mim permanecerás sempre meu amor
Minha oração começará pelo teu nome
 Vanessa…
 jamais te sentirás só
Te acompanharei cada passo que dês
percorrerei a distância que nos separa
para te auxiliar,
 sempre que meu coração sentir o teu mais triste,
Deixo-te voar com tuas asas
a teu pedido
Mas…
Com meu coração abalado
Por ter de te deixar
filha
já fui como tu,
nunca tive a oportunidade de me expandir
hoje revivo o que sempre quis ser e não fui
em ti…
Terás conforto e tudo mais
teu coração não é vagabundo
mas sim fiel a ti própria
tenho orgulho em ti
sempre te disse…
hoje e sempre,
 jamais serás perdida, nem esquecida
porque és minha filha querida.

Alzira Macedo


sinto-me: dividida
música: Queda de um anjo

publicado por Alzira Macedo às 02:02
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2010

Ousadia em sonho

 

 

 


Ousadia ou não…


Virada para o lado do sonho me perco
quero viajar
e nunca mais regressar
nas tempestades do mar revolto
quero pertencer
nele me deitar
navegar
nas ondas mais turbulentas
te amar
no êxtase,  da maré baixa
descontrair e sorrir
pela ousadia
às estrelas eu quero lá chegar
poder brilhar e dizer…
Sou a felicidade
sem pudor nem vaidade
pertencer eternamente
á noite magica dos enamorados
que se encantam com tal beleza
Ao sol queria eu lá chegar
impossível sem me queimar
é mais forte do que tu do que eu
mas nunca de nós
que aquecemos o universo com nosso amor
pela vida…
Não…
por nós…
por eles…
pelos que não sabem o que é amar
Queria ser muito mais
ser a alegria para te fazer sorrir
ser a esperança
para não te ver partir
ser a verdade
para te realizar
Só sei que quero ser tudo e nada
porque do nada se nasce…
 do tudo
se completa…
sinto poder ser tudo
só preciso de ti a meu lado…

 

 

Alzira Macedo

 

 

sinto-me: ousada
música: Et tu dance avec lui

publicado por Alzira Macedo às 01:12
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2010

Sei que...

 

 

 

 

Grande descoberta…

Quantas noites nasci
quantas noites, vivi
quantas noites morri…

Nasci, por amar a vida,
pela sua beleza pela sua luta
pela sua conquista.

Vivi, pelo prazer de a viver
de a saborear
de a partilhar
De a desfrutar

morri, pela dor
de não ser compreendida
não ser correspondida
não ter com quem a partilhe

No meio de cada vivencia aprendi…
Nascer em cada manha, em cada ser, em cada dificuldade

viver cada momento, o mais alegre ao mais triste
saborear o que nos dão, não desvalorizar, não julgar
apenas aceitar…

Morrer, quando tudo está realizado
quando tudo está vivido
quando tudo está finalizado

Então paro em meu pensamento e digo…

Tenho tanto para nascer
outro tanto para viver
E outro tanto para morrer

Sou feliz na minha descoberta
irei nascer, viver e morrer
sempre…

 

 

 

 

Alzira Macedo

 

 

 

sinto-me: feliz pela descoberta
música: "Dance me" Cohen

publicado por Alzira Macedo às 12:51
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Domingo, 13 de Dezembro de 2009

Livres para amar...

 

Nesta época natalícia…
Há muito que se lhe diga…
E muitos até farão postes alusivos a isso…
eu sou diferente, penso muito nesta época até fico mais triste, mais desmotivada…
Mas não me canso de elevar o amor,  os sonhos,  a alegria de casa em casa de pessoa em pessoa…
Venho de forma diferente.. De mansinha de palavras simples. Mas estou presente, até porque penso e acho e tenho a certeza de que Natal é todos os dias.
Não olho a prendas nem quero…
Porque tudo isso é material, mas quero sim a paz no mundo em cada casa, em cada ser em cada criança e em cada adulto que tanto sofre sem paz sem encontro…
Mas com um forte desejo de encontrar a felicidade merecida…
Minha mensagem para todos vós é amar sem medidas sem preconceitos…
AMAR por AMAR…

 

 

 

Livres para amar...

 

Infatigável é a voz do coração...

 Deixando o pensamento voar,
e ser livre para amar.

 Não amar porque é proibido,
tudo isto não tem sentido!!!

 Simplesmente dizes e pensas o que te vai na mente,

 Será o desejo de muita gente.

 Coração deixa ver quanto fazes sofrer!!!

 Pensamento livre para amar,

 As circunstâncias da vida é que te fazem parar.

 Insaciável é tua sede de viver,

 Poder ser livre de amar sem a ninguém pertencer.

 Á tua volta sentes opressão!!!

 Desces desse sonho porque te chama a razão.

 Bom seria deixar teus sentimentos flutuar,

 Sem preconceitos e teus sentimentos partilhar.

 Nem tudo que está ao alcance do coração!!!

 Podes viver porque tens o recuso da razão.

 Então...
procura, tenta, ousa, inventa, arrisca e realiza.

 

 Nunca deixes de sonhar!!!

 

Um dia podes alcançar um tempo...
somente para amar.

 

 

 

 

Retirado do livro
in "Longe da vista, nunca do coração"
Alzira Macedo
Junho 2oo5

 

 

 

sinto-me: livre
música: I Love you

publicado por Alzira Macedo às 16:52
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
Sábado, 31 de Outubro de 2009

Noite de Luar...

 

 

 

 

Noite magica…

Hoje a noite está magnifica...
todos meus sentidos e desejos estão em alerta
cheiro teu perfume, que flutua com o vento
senti a sensação de desvairar e pairar no ar
de contigo sonhar
A lua está a sorrir!!!
Reflecte teu rosto,  marcado pelo amor
 teu senso de humor, em todo esplendor
faz-me lembrar, teus olhos cativantes
acendendo a chama do desejo a cada instante
A vontade de te acariciar
sinto em mim despertar
vontade de todo prazer contigo partilhar
poder,  sem pudor te amar
dizem...
 Ser sonhadora, sem nada conhecer
de que me vale tudo isso,
se nada quero saber...
Apenas quero te pertencer
 poucos, tem o privilegio de me entender
terei toda a noite para te corresponder
do anoitecer, ao amanhecer
entregar meu futuro em tuas mãos,
a tradução do meu coração
que diz ...
Vive essa paixão
sem amanha, sem ilusão
apenas uma noite magica, sem explicação
será que sei o que é amar
não sei….
Estarei vulnerável, pela indelicadeza do tempo
que quero, desejo...
 E não tenho
não sei..
Mas sei que te quero
sem rodeio, sem medo
do amanha, do depois..
Porque este amor é de nós os dois

Alzira Macedo

 

sinto-me: feliz, apaixonada, amada
música: Eu te amo demais

publicado por Alzira Macedo às 20:54
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008

Amar sem preconceitos...

 

 

Ao abrir esta pagina podem ouvir a musica, tudo é triste em meu viver....
Musica muito antiga, mas que retrata muitos momentos vividos por muitos de nós....
Nem tudo é triste em meu viver, e espero tambem que nao seja no vosso...
Mas existem momentos de solidão, de desespero, de encompreenção e de tantos outros sofrimentos....
E qual é nosso remedio?
Encarar a vida e pensar que melhores dias virão....
Nao sei se entendem, como nos sentimos descriminados e represos de algo que não podemos controlar!!!
E que não estao ao alcanse de todo o ser humano, amar incondicionalmente...
Sentimentos que nascem e que por motivos obvios temos de abdicar deles ou fazer que não existem....
Conseguem?
Eu não consigo!!!
Depois de um percurso de vida, de momentos bons e outros menos bons ainda consigo me emocionar, me chocar
com ideias e ideais diferentes....
Só porque a razão nao entende mais, e para nao afectar outras personalidades recuamos em nossos sentimentos.
È dificil gerir tudo isto...
Regressei da minha viagem, (Fui até á Alemanha)
País onde residi 20 anos da minha vida.
Passei lá momentos multiplos, conheci povos, culturas, e outras formas de vida.
Ajudei e fui ajudada em me tornar a pessoa que sou hoje.
Depois de 2 anos fora desse país retornei lá e a melancolia me acompanha desde então...
Como o ser humano é mesquinha, traidor, oportuno, e maldoso...
Foi esse sentimento que senti pouco tempo de lá estar....
Existe uma giria que se diz (Só faz falta cá quem está) o que eu nao achava que era assim, hoje concordo com este ditado.
tinha dito algures que esta viagem seria para mim uma das mais importantes da minha vida e foi mesmo.

Concluindo e resumindo, espero nunca mais ter de emigrar e ter de deixar meu País...
Onde o sol brilha mesmo fazendo frio, onde o povo sorri mesmo nao tendo motivos, onde a salario minimo é uma vergonha comparado aos restantes da Europa...
Mas tudo vive, tudo luta e estamos num pé de igualdade...
À espera de melhores dias..

Na alemanha a vida tambem não está facil, mas o tempo é sempre cinzento, as pessoas muito aprumadas, muito distantes e frios como o tempo...
Mesmo o nosso povo que emigrou para melhor vida encontrar, entrou nesse esquema de serem egoistas, maldosos chegando ao cumulo de nao amar o seu proximo
ou de saber dizer adoro-te amigo (a) amo-te porque és uma pessoa escepcional para comigo...
Querido (a) amigo (a) tenho saudades tuas, sinto a tua falta....
Coisas tao simples e que sabem bem, aconchega a alma de todos nós.
Mas infelizmente se perde com a evolução do tempo e com a forma de querer sempre mais do que os outros.
Se perde a sensibilidade dos sentimentos nobres...

Ainda hoje no emprego me aconteceu algo que nao me sai do pensamento....
Entrei no quarto de um utente para o ajudar a se deitar para o descanço após almoço....
Quando outro utente me pede para fechar a janela que havia corrente de ar. (Respondi que o fazia sim)
Mas ao olhar para aquela pessoa nao o conheci, dirigi-me a seu lado e perguntei...
O senhor é novo aqui?
Me responde que fará amanha 8 dias que vive no lar de idosos...
Entao perguntei qual é o seu nome?
- Acassio...
Respondi... Sr. Acassio é um prazer, sou Alzira estive esta semana que passou de ferias por isso nao o conheço...
Ele olha para mim com um olhar triste e me diz...
Alzira o gosto é meu, mas estou muito triste sabe...
Respondi... Mas porquê?
Sabe eu almoço numa mesa onde tem 2 senhoras, uma até é meia chalada nao diz coisa com coisa, mas a outra senhora é muito simpatica e muito minha amiga
como eu vejo mal, ela até me ajuda a cortar a carne para eu comer....
Ontem ela nao veio almoçar, estranhei mas nada disse....
E hoje veio numa cadeira de rodas á mesa, a senhora foi operada aos olhos e nao consegue ver....
Estou tao triste que me apetece chorar, (ao mesmo tempo as lagrimas corriam-lhe no rosto de tristeza e desespero)
Alzira porque ela nao pode ver ela é tao boa pessoa?
Respondi... Sr Acassio nao fique triste, a senhora foi operada ontem ás cataratas é normal que nos primeiros dias nao veja bem, mas ela vai voltar a ver...
Ò Alzira o senhor a oussa, sabe eu estou muito triste porque minha mulher matou-se...
Oh meu Deus disse eu....
Sabe ela bebia e perdia o control de tudo, tratava-me mal batia-me e nao aguentei mais, comecei a esconder o vinho para ela nao beber tanto...
Ela ficava fora dela que por fim me abandonou, eu dormia com a roupa que tinha durante o dia, porque nao consigo mexer e vestir sozinho
entao telefonei aos meus filhos que vivem em França e disse... A vossa mae me abandonou eu nao aguento mais estar sozinho...
Meus filhos vieram nos buscar e nos levaram para frança... E sabe eles faziam parte da relegiao de Jeová nada é aceite e poucos dias depois minha mulher matou-se...
As lagrimas dele eram mais do que muitas...
Peguei em suas maos, acarinhei-o e disse baixinho... Nao fique triste, sao momentos muito dificeis de se aceitar, mas com o tempo essa dor vai sendo mais pequena...
ele me disse... Me sinto tao só, abandonado por todos...
Respondi... Não está só, nós estamos aqui para o ajudar em tudo quanto nos for possivel e se necessitar de alguma coisa nao hezite em falar...
Me disse ele... Obrigado Alzira hoje foi a melhor coisa que me aconteceu, já estou mais confortado...
Eu disse... Vai ver que tudo vai correr melhor, pois os primeiros dias sao sempre mais dificeis para se adaptar a esta nova vida....
Ele disse-me sabe que hoje é dia de todos os santos?
Eu nada disse porque esse dia é só amanha, mas deixei-o na fé de que hoje era dia de todos os santos...
ele continuou, vou rezar....
Entao eu disse.... Reze sim a todos os santos para que o ajude a ultrapassar este momento de dor porque eu tambem vou rezar e juntos vamos conseguir....
Então ele me diz... Vou rezar pela minha mulher, para que ela esteja bem porque me faz tanta falta....
Calada e agarrada a suas maos, nada disse, assanei com a cabeça dando-lhe mais um carinho de conforto e o deixei no seu leito...
saí do quarto pensativa...

Como a vida é ingrata connosco, como o ser humano é tão fragil e tao corajoso ao mesmo tempo...
fiquei o resto do tempo pensando naquele homem que me tinha acabado de dar uma lição de amor...
Sim uma lição de amor porque mesmo vivendo horas de amargura com a esposa alcoolica, depois de morta ainda a amava e pensava nela...
Finalizei o meu serviço e antes de me vir embora quiz ver como ele se estava a sentir...
Entrei no quarto e ali estava ele a rezar o terço,
Quando me viu sorriu e disse, que bom que regressou!!!
Eu disse... Só vim ver de precisava de alguma coisa porque estou na minha hora de saída...
Ele me disse... Já vai embora?
Disse que sim, entao ele me perguntou... Quando volta?
Respondi amanha...
Ele me disse entao esteve cá todo o dia? respondi que sim.
Ele me disse mas onde esteve que não a vi?
Respondi que tinha estado todo o dia nos acamados, só da parte de tarde é que tinha estado no piso dele....
Entao me diz ele mas amanha de manha vem me ver?
Eu sem saber qual seria a minha função do dia seguinte disse que sim.
Entao ele sorriu e disse.... até amanha Alzira e Deus a acompanhe, estou ansioso por a ver porque conseguiu dar paz ao meu espirito...
Disse até amanha com um carinho em seu rosto sai do quarto e esta passagem perseguiu-me o resto do dia...
até vir partilhar neste blog...
Se escrevi esta passagem por algum motivo é....
Para que quem me ler, deia mais valor a quem tem a seu lado seja (esposa, marido, filhos, amigos ou até mesmo vizinhos)
O amor nao é uma vergonha mas sim um dom.....
 

 

 

                                      

 

sinto-me: Que nao sabemos amar
música: Nas asas de um anjo

publicado por Alzira Macedo às 22:33
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Domingo, 11 de Maio de 2008

Ponto, ou virgula?

 

 

 

 

 

           Quando a saudade existe….

 

A saudade aparece quando menos esperamos
Invade a alma, o tempo, sem a procurarmos
Instala-se suavemente como a lua se deita
não escolhe hora ou lugar
ela vem para ficar
é saudade do passado, das amizades, da vida vivida e não volta
consegue te magoar com sua revolta
Mas se ela existe a saudade
é porque existem sentimentos acentuados pela gravidade
do momento do presente
e do vazio que a gente sente
È a prova certificada de que o vazio está presente
dos momentos passados das pessoas que vieram e partiram
deixando-nos saudades e sozinhos
são as partidas que os amigos pregam ao nosso coração
caímos na armadilha de bom anfitrião
que iremos fazer com este vazio então
viver todos os momentos proibidos
todos os momentos vividos
nunca deixar o que um dia nos irá perseguir
porque a saudade…
Essa, não vai desistir
Irá te lembrar para a eternidade
o quanto somos pobres na realidade
pobres de viver, de sorrir, de aproveitar o momento
queremos passar a vida a correr
e por fim nos resta a saudade para reviver…

 

 

Alzira Macedo

 

 

Hoje domingo, nao vou reviver, mas sim viver este dia em maravilha...
Convido-vos a que passem um optimo domingo e sorriem muito
A felicidade de viver e gozar a vida tá dentro de cada um de nós...
beijos

 

sinto-me: com vontade de gozar um bom do
música: Carrusso - Lucio Dalla

publicado por Alzira Macedo às 08:50
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 14 de Março de 2008

Telas

 

 

 TELAS…

 

Alzira Macedo

 

Em telas podes cores e motivos observar…

Conseguindo tempos e historias imaginar!!!

Dás asas ao pensamento, e na tela te sentes navegar…

Sensações te fazem despertar.

E não queres desse sonho regressar.

O que irá na mente do pintor quando está a desenhar?

Olhando para a vida,

Tem tons para as cores poderes misturar.

Com o teu pincel que é o destino…

Farás os traços bem alinhados do teu próprio caminho,

Tu és autor e pintor…

 Tanto na tela, como na vida nunca estarás sozinho.

Podes desenhar uma vida florida,

Ou caminho escuro de dúvidas e incertezas…

As emoções e sentimentos fazem,

 Com que as cores nunca sejam as mesmas.

Para começar desenha um sorriso,

Sinal de esperança e renovação.

Ser feliz exige criatividade, esforço e dedicação.

Se não deu certo, tens cor branca passa na tela e recomeça.

A vida é como uma tela, tens de saber desenhar…

 Para nela poderes morar.

Nunca desistir,

Amar, viver, sonhar, acreditar, lutar e até chorar!!!

Não dando certo, te compete tudo recomeçar

Sem os braços baixar.

                     Retirado do livro (Longe da vista, nunca do coração)

                                                               Alzira Macedo

 

 

 

sinto-me: Nao sei determinar
música: Fatima Ferreira / Adeus á vida

publicado por Alzira Macedo às 09:02
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 76 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Mais um amanhecer

. Te amo filha...

. Ousadia em sonho

. Sei que...

. Livres para amar...

. Noite de Luar...

. Amar sem preconceitos...

. Ponto, ou virgula?

. Telas

.tags

. todas as tags

.favoritos

. A perfeição...

. As Contradições do Amor

. Quem serei eu

. Alzira Macedo-dueto-Sonho...

. Teu Nome

. Homem do Mar

. Amanhecer

. Somente Tu

. Um pouco sobre mim ...

SAPO Blogs

.subscrever feeds