Sábado, 3 de Maio de 2008

"Meu ar"

Nao questumo escrever dois postes no mesmo dia...
Mas hoje é excepção á regra....
Sinto-me nostalgica, pensativa e com estes sentimentos fui escrevendo o que me vinha á mente... decidi colocar o meu novo poema escrito á minutos aqui....

 

Meu ar….

Não é imaginação, é mais do que emoção
abro a boca e sinto-te em meu respirar
tento me explicar, que é imaginação
sinto o bater aflito do meu coração
que me diz não é não…
olho para o mar, para me afogar
mas encontro-te nas ondas da solidão
o vento me leva perto de ti a chorar
estando longe fico sem ar
meu ar meu chão és tu
sem ti não consigo respirar
a minha alma fica incontrolável
por te querer e não seres palpável
na fria madrugada contigo no pensamento
me entrego ao vento
Abro meu corpo ao relento
esqueço-me do meu orgulho e vou te amar
 quero te abraçar, preciso de ti ar
como o céu das estrelas, como a terra do sol
como os navegantes do farol
sem ti sou sofrimento
sou soluço sem nascer, sem viver
permaneço no triste anoitecer
Nos teus braços é meu lugar
quero-te ar..

sinto-me: pensativa
música: tento saber / Nuno guerreira

publicado por Alzira Macedo às 10:43
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Chicailheu a 3 de Maio de 2008 às 18:10
Alzira
Lindo...lindo...lindo. este seu poema!
sabe que eu também ás vezes de repente faço um poema, e são os repentinos, dos que mais gosto!

Parabéns pelo seu blogue e pela linda e "velha" música, que me fez recordar tempos idos!...
Bom fim de semana.
muitos beijinhos
Chicailheu


De Alzira Macedo a 4 de Maio de 2008 às 21:38
Obrigada por teres cá passado e por teres gostado do meu "Ar"
Na realidade os repentinos sao os mais sinceros....
beijos e bom dia de mae


De Viajante dos ventos a 4 de Maio de 2008 às 10:13
Nossa Senhora!!!! Quanta sensibilidade!!!!
Me impressiona estas palavras tão lindas. O ar representa a vida e você consegue expressar de uma forma tão bela que chego a me emocionar ao meditar nestas tuas palavras...


De Alzira Macedo a 4 de Maio de 2008 às 21:41
Olá amigo viajante dos ventos...
Tu melhor do que ninguem consegues entender o meu poema "AR" se tu proprio viajas pelo vento...
o Ar é a vida, sem ar nada somos,
somos grito sem ser ouvido, somos gemido sem som, somos nada mesmo....
A vida é bem mais completa do que por vezes pensamos, ou aliás nao pensamos....
Um beijo com carinho e obrigado por gostares do meu cantinho e da forma com transmito os meus pensares....


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 76 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Recuso-me aceitar

. Mais um amanhecer

. Que dia é hoje???

. Aprenda a falar Alentejan...

. Sonho ou Realidade...

. Um esboço

. Imaginação poderosa.

. Frazes ditas

. Passei somente para dizer

. Poisando nas palavras...

. Mais uma etapa da vida

. Perdida no tempo

. As fazes da lua,,,

. Se não sabe fica a saber....

. Amor é tudo isto e muito ...

. EM ALGUM LUGAR DO PASSADO...

. Aqui estou

. Longe de ti minha alma gr...

. Bom 2012

. Senti vossa falta

.tags

. todas as tags

.favoritos

. A perfeição...

. As Contradições do Amor

. Quem serei eu

. Alzira Macedo-dueto-Sonho...

. Teu Nome

. Homem do Mar

. Amanhecer

. Somente Tu

. Um pouco sobre mim ...

SAPO Blogs

.subscrever feeds