Sexta-feira, 28 de Março de 2008

Depois da ausencia

 

000needu.gif

 

 

 

Não entes porquê?
                                        Então eu explico....

Se este meu blog, é conhecer Alzira Macedo (Meu passado presente e futuro)
Então  preciso de você...
Nao pares de me ler, prometo voltar brevemente com o segundo capitulo da minha vida....
Se ainda nao lestes os primeiros entao vai aì nos postes recentes e lê a (Historia veridica e marcante) e depois o (Primeiro capitulo) enquanto eu escrevo o segundo....
Valeu? entao está combinado brevemente aqui estará mais uma passagem da minha vida....
E como hoje estou disposta a desvendar um pouco mais sobre mim...
aqui fica um poema meu espero que gostem....

 

 

 


 É MADRUGADA!...
Alzira Macedo

 
O sol nasce lentamente, sem estares presente.
Vejo-te da janela que próprio abriste,
E sem notar de mim partiste.
Te procuro para ti quero voltar,
Sem noção de quando te vou encontrar.
Deixo-me envolver pela tua saudade,
Desejos íntimos, que me atropelam como uma tempestade.
Em meu corpo, nasce um mar repleto de versos naufragados.
De sonhos e conquistas, que foram separados.
Sem cais nem beira, no veleiro de uma paixão!
Refugio-me na âncora da razão.
Levada pelas ondas como uma pedra preciosa!
Sendo ignorada, deixa de ser valiosa.
No mar tudo é magia tudo é mistério!
Mergulho entre as ondas me sentido por ti beijada,
Com o calor do sol nascente me sinto acarinhada.
Sorrio ás ondas, turbulentas com espuma prateada.
Sinto-me intimidada diria mesmo hipnotizada.
Me deito na praia com o cansaço de te procurar,
Como se tivesse de ao mar me entregar.
Meu olhar perplexo acompanha todo este meu navegar,
Remando com todas as forças sem te encontrar.
O murmúrio do vento, me pergunta onde estarás?
Afogada no mistério da solidão, sem saber onde,
Respondo!
Bem alem do horizonte.
15.gif

publicado por Alzira Macedo às 11:08
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De id a 28 de Março de 2008 às 22:51
Lindo poema.
Até breve para o teu segundo capítulo.
Para já,
um bom fim de semana.
Bj.


De Viajante dos Ventos a 29 de Março de 2008 às 00:04
Fico a imaginar o momento emocionante em que este poema foi escrito. O luar que ilumina o coração, as estrelas que dão o ar da graça, o mar que nos faz encher de pensamentos, as flores que exalam o seu cheiro suave e o sol que nasce e inspira lentamente a alma repleta de amor. Lindo mesmo, adorável!!!


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 76 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Recuso-me aceitar

. Mais um amanhecer

. Que dia é hoje???

. Aprenda a falar Alentejan...

. Sonho ou Realidade...

. Um esboço

. Imaginação poderosa.

. Frazes ditas

. Passei somente para dizer

. Poisando nas palavras...

. Mais uma etapa da vida

. Perdida no tempo

. As fazes da lua,,,

. Se não sabe fica a saber....

. Amor é tudo isto e muito ...

. EM ALGUM LUGAR DO PASSADO...

. Aqui estou

. Longe de ti minha alma gr...

. Bom 2012

. Senti vossa falta

.tags

. todas as tags

.favoritos

. A perfeição...

. As Contradições do Amor

. Quem serei eu

. Alzira Macedo-dueto-Sonho...

. Teu Nome

. Homem do Mar

. Amanhecer

. Somente Tu

. Um pouco sobre mim ...

SAPO Blogs

.subscrever feeds