Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

Eu e a Vida...

 

 



Quando penso sobre a vida…

Que é linda maravilhosa (eu que vos diga)
Já passei pelas ruas da amargura…

Por um sopro, não deixei de viver…
Encontrei-me no túnel entre a morte e a vida sei do que falo…
Um dia talvez com mais tempo com outra forma de escrita será revelada a força interior de um ser humano, que quer viver uma vida que até então era natural…
Porque toda a gente vive porque não eu?

Hoje, vivo essa vida intensamente, porque é bela, descobri os valores dela…
Não é na mesquinhice, nas invejas, nas rivalidades que encontras o verdadeiro sentido da vida…
Mas sim nos teus proprios valores…

Inicialmente porque te foram incutidos ao teu nascer…
Uma aprendizagem, uma educação que achavam ser a melhor…
Depois o teu desenvolvimento intelectual, emocional…
A tua verdadeira identidade que se revela aos poucos…
E porque nossa sociedade é doente de preconceitos, escondeste não te revelas por medo, para não seres julgada (o), mal amada (o), mal compreendida (o)…

Tudo isso são carências que transportas dia após dia…
Entras e sais de vidas como um fantasma que não vive plenamente…
Que não se realiza como ser humano, essas dificuldades transportas contigo…
Por muito que não queiras transportas esses valores que não são teus, e incutes sucessivamente de geração em geração…

Até ao dia em que acordas de um coma e dizes para contigo própria (o)…
È este o meu sentido de vida…
Foi para isto que nasci?

Não…

Eu sou diferente, eu noto em mim algo que brota bem mais profundo…
Então se me foi dado uma segunda oportunidade de vida, porque não a viver como eu pretendo, como eu gosto, como eu quero…
Quem me impede?

As amarras do passado!!!
Ou a nossa sociedade que não está preparada para aceitar cada forma de vivencia, cada pensar diferente, cada sonho, cada ilusão, cada caída e cada levantar….
Não é por ser diferente, ou pensar diferente que serei leviana (o)

Mas sim EU…

Todos nós somos diferente e iguais…
Porque procuramos viver uma vida nossa e sem darmos conta, vivemos a vida dos outros…
Porque motivo?

Por não ter a coragem de assumir a nossa própria identidade!
Hoje sou uma pessoa diferente, vivo uma vida igual a muitas, mas vivo-a ao meu som…
Nas minhas angustias, nas minhas buscas, nos meus desejos, nos meus sonhos, nas minhas conquistas…

Há tanto para viver, não me vou deixar importar numa vida que não é a minha.
Num desejo que não é o meu, num sonho que não idealizei…
Numa conquista que não quero…
Hoje senti necessidade de deixar falar a minha alma…
Expressar minha forma de pensar, de sentir e de escrever…
Não sigo os passos de ninguém, não quero que sigam os meus…
Apenas que guardem o que acham que devem guardar, assim como guardo o que partilham comigo e aprendo com isso…

Com isto quero agradecer a Deus por este meu percurso, por este meu caminhar, por esta minha segunda oportunidade de viver…
Independentemente de religiões e crenças…
Sabem que não sou pessoa de falar sobre Deus até porque cada qual é livre de pensar da forma que quer…
Mas senti essa necessidade de desabafar…

Deus existe na vida de cada um á sua maneira, na sua intimidade…
Ou sente-se ou não se sente…
È de cada um…
Sou o que sou, mas sei que ainda tenho muito para alcançar.
Amo as pessoas, amo a vida com mais ou menos dificuldades porque elas existem em cada ser.

Parei no tempo da reflexão…

E continuo,  na escrita para mostrar o meu amor pela vida…

Ainda hoje me senti livre, me senti bem com o mundo…
encontrei-me num local lindo digno de reflexão…
No alto de uma colina observando o mar…
Eu e a natureza, eu e o mundo.

Eu e o meu mundo.

Esse mar que me transportava a raiva dos incompreendidos, dos sem coerência, dos sem respeito pela vida do próximo…
Foi um momento maravilhoso, onde pôde respirar bem fundo esta minha alegria de viver…
Hoje é mais um dia em que agradeço a minha presença neste mundo…
È lindo é saudável é de se louvar…
cada minuto, cada partilha, cada emoção, cada lágrima, cada alegria…
Ninguém pode impedir a felicidade do outro
Ninguém pode julgar a vida de cada um…
Mas sim todos nós temos o direito de viver á nossa maneira…

O tempo que nos é dado é desconhecido…

Então vivam, amem, sorriem, conquistem.
Amanha não sabemos o que nos espera…
Filosofia ou arte de viver, não sei…
Sei apenas que é assim que eu sinto a vida.

E tu?..

 

 

 

 Alzira Macedo

sinto-me: feliz por viver
música: qui m´enpeche de vivre

publicado por Alzira Macedo às 21:16
link do post | comentar | favorito
9 comentários:
De Fisga a 27 de Novembro de 2009 às 12:26
Olá amiga Alzira. Olha, se eu tivesse lido este post, antes do outro, teria feito para este post. o comentário que fiz para o outro. Aqui só vou repetir, o seguinte. TU TENS CARISMA. Olha amiga, continua, o teu pensamento, e raciocínio, que estás certíssima. É pena que toda a gente neste mundinho, de traições de toda a ordem e sofrimentos de todo o tipo, não tenha a coragem de dizer bem alto como tu. BASTA. Pois a vida é bela de mais para ser desperdiçada. Vai em frente, que o caminho é esse mesmo. UM beijinho deste amigo. Eduardo. P. S. Adicionei aos meus favoritos.


De Alzira Macedo a 28 de Novembro de 2009 às 19:21
Olá amigo....

Mais uma vez delicio-me ao ler tuas palavras de apreço e de carinho...
São nestes momentos de partilha que me sinto realizada e feliz...
Pela compreenção de quem sente, de quem vive e quer viver (assim como tu)
Ainda temos muito caminho para percorrer amigo...
Iremos conseguir...
Já alguem assim dizia (tudo vale a pena quando a alma nao é pequena)
E não duvido de uma virgula que assim não seja...
Um beijo para ti e até sempre


De MIGUXA a 27 de Novembro de 2009 às 18:39
Alzira,

Amiga, gostei muito de te ler.
Senti em ti um ser que busca a felicidade por entre a felicidade dos que a rodeiam, com positividade, esquecendo os tropeções.

Força, e sê feliz!!!

Jokinhas doces
Margarida


De Alzira Macedo a 28 de Novembro de 2009 às 19:25
Olá Miguxa...
Fico feliz por te sentir por estes lados...
Todos nós temos algo para dizer, para partilhar e para aprender...
Sim sou uma romantica nata, mas com os olhos postos na realidade que nos rodeia...
Os tropeções fazem parte da nossa vida e acredita que são com esses ditos tropeções que mais aprendemos...
Cada levantar é uma etapa nova, uma nova aprendizagem...
Mas sinceramente não gosto muito de andar aos tombos ahahahah
posso aprender com boas vivencias assim o desejo...
beijos carinhosos amiga...
Bom fim de semana


De Sonhosolitario a 27 de Novembro de 2009 às 18:59
Olá amiga Alzira
Boa noite
Depois de te ler com a máxima atenção
Fique parado no meio da leitura
Como tenho dito já algum tempo
Quanto mais te leio mais te fico a conheço
As carências do dia-a-dia os sofrimentos porque passamos
Á dor essa dor miserável que vem sem perguntarmos se ela pode vir mas
E ela aparece sem ordens, porque nós viemos para este mundo e não me lembro te ter perguntado, sim tentei ser sábio, doutor, santo, mas nada disso esteve ao meu alcance
Por mais que eu tenta-se incuti a mim mesmo esta maneira errada de viver porque eu sei que não sou perfeito, sou simples um ser humano para viver e sofrer com deus ao meu lado.
Agora falando de ti amiga um beijinho pelo teu sofrimento que nada disso volte para ti
Que sejas muito feliz na companhia dos teus familiares para que não haja mais sofrimento
Em esse doce coração,
Deus te livre desse momentos horríveis já tiveste a tua parte és uma mulher de coragem
E eu ao te ler senti um pouco do teu sofrimento ao te ler e ver parte da tua história verdadeira
Porque tu escreves-te uma parte do teu sofrimento.
Por isso eu tento viver com todo entusiasmo todos minutos tem de ser aproveitados a rigor
E assim vou tentar viver a vida.
Porque como tu o dizes nunca sabemos o dia de amanha.
Desejo-te toda alegria deste mundo que possas abraçar
Um doce beijinho
Teu amigo Sonhosolitario


De Alzira Macedo a 28 de Novembro de 2009 às 19:37

Olá Sonhosolitario..

Ficas-te parado a meio da leitura?
È sinal que escrevi demais e precisaste de fôlego para continuar ahahahah
Eu costumo dizer que sou um livro aberto, assumo que sou…
Sou de leitura fácil, Não tenho motivos para me esconder.
Assumo tudo quanto digo e quanto faço, assim sou eu….
quanto mais convivemos com as pessoas ou quanto mais ouvimos falar, neste caso ler
È que conhecemos realmente o que vai em cada alma…
Tentamos ser muita coisa na vida e ainda bem que o tentamos é sinal de que vivemos e queremos conseguir algo…
Mas me recordo de uma frase que me disseram um dia e gosto muito dela…

(Se não consegues ser o que gostarias de ser, sê honestamente o que és)

Isso é o que eu tento ser… Sempre eu mesma…
Quanto aos momentos horríveis que passei, sem duvida que não foi pêra doce, mas graças a Deus ultrapassei pelo menos por agora….
O futuro é imprevisto…
Aprendi a ter coragem, nesse momento mesmo que tudo me ofuscava e que me sentia partir dia após dia…
Então não lamentei mais e procurei onde me agarrar para sobreviver…
Não sei de onde nascem essas forças sei apenas que agarrei-me á vida e aos meus filhos ao amor á minha família e o amor á vida que eu até então não lhe dava grande importância…
Hoje sou diferente…
Para mim tudo tem a sua importância…
Obrigado pelo teu comentário
Um beijo e bom fim de semana…


De 100timento a 28 de Novembro de 2009 às 12:18
Querida Amiga, aqui fiquei a ler e por fim a comparar o teu mundo e o meu...

O que em mim morre, lentamente...

...é o voo das andorinhas

o haver um espelho entre esta tua página e o que eu sinto, nele vives incessantemente...eu
sem abrigo ou silêncio...


Mas é o silêncio, igualmente, que morre em cada voz que se perde à beira dos lagos...verdes margens, onde era feliz viver entre rios e tardes de abandono.


O que em mim morre, é a lentidão de morrer com um nome fechado entre os dentes, dolorosamente, dificilmente.


Tenho algo a dizer: a passagem dos anos deixou em mim o desejo da morte em certos momentos, ao fim da noite.
Mas há algo que também me diz: vive ainda um pouco mais, há tanto para ver, uma estrela inteira que poisa nos dedos, vinda desde o fundo do mar, que traz ainda corais e as algas, o nome de uma cor secreta, a luz dos peixes.
Há tanto para ver, tanto, as horas verdes ou azuis, não feches ainda os olhos,levanta um pouco mais o rosto, há nuvens a cumular o horizonte, pequenas lembranças a vigiar o céu.


Tanto para ver...

Fez-me bem lêr-te Alzira pois sinto-me mais animado ...mais vivo...Perdoa a minha escrita e o comparar de duas pessoas que no fundo estranhas não são pois já existe um elo forte entre ambos...a AMIZADE.

Amanahã vais ver estou outroBeijinhos


De Alzira Macedo a 28 de Novembro de 2009 às 20:06
Olá Rui…
Sem me aperceber escrevi um poste onde deu pano para mangas…
Onde o momento de reflexão se fez presente…
Se é bom ou não só quem me lê o pode dizer…
Senti necessidade de escrever, então não olhei para trás e prontos está escrito…
Sou assim não penso duas vezes sinto quero então vou em frente…
Nossos mundos são diferentes?
Talvez ou talvez não.
Somos seres humanos e já vivemos algumas situações semelhantes ou parecidas…
Pois a vida é uma continua hoje eu amanha tu…
Temos forma de expressão e de viver de sentir como toda a gente…
Todos os dias em nós morre algo, mas o importante é que também nasce algo…
Inovamo-nos sempre gostei desta tua frase…

(O que em mim morre, é a lentidão de morrer com um nome fechado entre os dentes, dolorosamente, dificilmente.)

Concordo a lentidão de morrer… acrescentar dias á vida….

Mesmo nos mais cinzentos, nos mais obscuros onde perdemos o gosto, onde já nada nos diz,
depois por algum motivo, algo ou alguém mexe connosco…
Então essa súbita lentidão…
prefiro analisar assim, até porque sou uma mãos abertas e desejo ver a felicidade espalhada nos rostos…
Mas há outra frase tua que não concordo aliás não aceito….

Tenho algo a dizer: a passagem dos anos deixou em mim o desejo da morte em certos momentos, ao fim da noite.

Esse desejo não pode aparecer amigo…. Não deve…
Acredita sei do que falo, tens tanto para dar para partilhar, nem tu sabes o quanto ainda podes conquistar…

Depois no final do teu comentário sorri..
Sabes porquê?
Porque tua força tua garra veio ao de cima e diz querer viver diz querer tanto com uma alma poética, uma alma pura e verdadeira de quem ainda não está preparado para tudo isto deixar…
Mesmo sendo por vezes o caminho mais fácil para tudo esquecer tudo deixar partir.
Mas não é esse que queremos…
Fico feliz se consegui te transmitir algo de energético e positivo…
Gostaste de me ler agradeço, eu gosto de partilhar e gosto de receber vossos comentários até porque são enriquecedores pela partilha e pela amizade que transmitem…

Amanha quero sentir essa tua mudança radical ahahahahaha

Porque hoje já estou às aranhas com as minhas ideias… Não sei o que escrever…
Passo tanto tempo a ler-vos e a comentar-vos que depois de tudo vos dizer fico esgotada de ideias para os meus blogs ahahahahah

Bem mas alguma coisa me irá ocorrer….
bjs e bom fim de semana


De pecadoespecial a 2 de Dezembro de 2009 às 14:49
Sinto em ti uma tristeza enorme por amar quem não devias,vai ha luta mesmo que não seja uma boa companhia é a que estas a iludir agora Alzira.
Não mais foste ao meu blog o que fico triste por isso.
Bjos bem pecador.


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 76 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Recuso-me aceitar

. Mais um amanhecer

. Que dia é hoje???

. Aprenda a falar Alentejan...

. Sonho ou Realidade...

. Um esboço

. Imaginação poderosa.

. Frazes ditas

. Passei somente para dizer

. Poisando nas palavras...

. Mais uma etapa da vida

. Perdida no tempo

. As fazes da lua,,,

. Se não sabe fica a saber....

. Amor é tudo isto e muito ...

. EM ALGUM LUGAR DO PASSADO...

. Aqui estou

. Longe de ti minha alma gr...

. Bom 2012

. Senti vossa falta

.tags

. todas as tags

.favoritos

. A perfeição...

. As Contradições do Amor

. Quem serei eu

. Alzira Macedo-dueto-Sonho...

. Teu Nome

. Homem do Mar

. Amanhecer

. Somente Tu

. Um pouco sobre mim ...

SAPO Blogs

.subscrever feeds