Terça-feira, 10 de Novembro de 2009

Defeitos, ou diferenças!!!

 

 

 

 

 

Defeitos ou diferenças…

Nosso estado de espírito se diferencia, pelas diferenças…
hoje feliz,  porque és apenas feliz…
Porque tudo é belo, porque a vida te sorri…
Mesmo quando nos dias mais escuros, onde os problemas aparecem
apenas te resta uma solução, lamentar o momento e sacudir a energia negativa…
Arregaçar mangas e resolver com dinamismo tudo quanto te ofusca…
reconhecer com respeito as diferenças de cada forma de pensar,
de cada forma de agir…
de cada forma de ser…
Só assim a riqueza das diferenças podem criar algo de muito especial,
a confiança!!!
isso a confiança, para que serve ela?
para aceitar sem,  (MAS... e... PORQUÊ…)
Aceitar simplesmente que somos diferentes, mas confiando…
Actuando em estilos diversos e diferentes, oferecendo mais alternativas e probabilidades
de maior possibilidade na forma de agir em comum.
Já que a soma das experiencias,  nos ajudam a ver novos horizontes.
Também existe a forma de se desejar algo diferente simultaneamente…
O que fazer então?
Nunca abdicar do nosso desejo, mas compreendendo as prioridades…
Não adianta tentar convencer quem tem ou deixa de ter razão…
Pois não existe razão, mas sim diferenças!!! De gosto, de partilha de desejo.
De tantas outras coisas mais, que agora não estão para debate…
È  apenas  e simplesmente um exemplo.
Porque se irá tornar numa insatisfação e irá produzir conflitos…
Esses conflitos sim que dói a alma, que levam rios de lágrimas, gritos, palavras mal ditas, mas que foram pronunciadas…
È fundamental termos claro nas nossa mente, que o que temos diferente é a real importância que damos às coisas ou às pessoas…

Não devemos abdicar apenas para sobreviver
Mas crescer com as nossas diferenças e as aceitar.
É importante sabermos qual o nosso limite…
O nosso limite é quando, entramos na razão do próximo…
mas qual razão, se não há razão!!!  Mas sim diferença!
Assim sendo, será um passo enfrente para um ponto de equilíbrio e harmonia.
Se se usa a formula de encontrar defeitos e picardias, para se sobre por ou para que seja aceite sua diferença…

Pergunte-se como estará daqui a 10 anos?
irão me dizer daqui lá tenho tempo de pensar…
Sim, evidentemente que sim, mas também se verá sozinho num mundo onde não foi aceite porque nunca aceitou  a diferença do outro…
Caso queira evitar contactos amorosos, ou mesmo amizades, se gosta da sua solidão…
Então está  no caminho certo quando coloca defeitos no próximo…
Exactamente, porque se o outro só tem defeitos,  só tens qualidades
e vai se valorizando às custas dos defeitos dos outros…
não se necessita, destruir ou magoar ninguém  para sermos livres de valorizar-nos
ou para decidir se somos bons ou fracos…
Geralmente quem isso faz é porque traz uma marca do passado.
Possivelmente foi muito criticado, ou desvalorizado só tinha defeitos…
Na realidade apenas eram diferenças…

Se estivermos empenhados em termos uma relação amorosa ou amigável estável e gratificante
é fazer entender as nossas diferenças.
È perceber que o outro mudou, ou muda…
Porque age diferente pensa diferente…
Então vem a ameaça do ponto de equilíbrio que ruína no próximo problema,
È básico saber que em cada caminhada, devemos caminhar lado a lado, ombro a ombro sorriso a sorriso e se necessário for se dar a mão…
Sem juízos de valores nem preconceitos, nem superioridades nem inferioridades…
Apenas caminhar juntos….

 

sinto-me: insatisfeita no presente
música: uber sieben bricken mus du gehen (Petter maffay)

publicado por Alzira Macedo às 22:14
link do post | comentar | favorito
12 comentários:
De M.Luísa Adães a 17 de Novembro de 2009 às 11:06
Alzira

Neste momento estou cansada e depois de uma
análise ao blogs, vou ficar e comentar só quem me
visita e me comenta.
Isto para descansar! Colocar menos poemas e
verificar quem são os verdadeiros amigos e ficar,
apenas com eles para "visitar e eles a mim".
Quem desaparecer, paciência, não era um amigo
verdadeiro! Tenho de aceitar!

Camilo Castelo Branco quando cegou (tinha muitos
amigos, muitos), aos poucos e ràpidamente começaram a desaparecer.
No final da vida, apenas lhe ficou "Um Amigo" dos
muitos que o adoravam. Ele escreveu um poema
sobre esse fenómeno que acontece a todos, em
qualquer altura.
No geral quando temos menos saúde e mais problemas, somos esquecidos e todo o nosso trabalho deitado fora, como se de lixo se tratasse.

Os teus amigos, verdadeiros, estão presentes
quando as coisas estão menos boas.
Quem não está presente, ou morreu e não tem
culpa, ou não era teu amigo.

Temos de viver com as desilusões, contar com elas
e nos fortalecermos para as enfrentar. E acreditar
que os amigos presentes, nos tempos maus - esses
são amigos ,o resto é ilusão!

Beijos com carinho,

Mª. Luísa


De Alzira Macedo a 17 de Novembro de 2009 às 11:32
Olá Luisa...

Entendo bem o que me queres dizer...
Aliás penso o mesmo ...
já te respondi no teu blog sobre e como penso...
Beijinhos amiga e obrigada por mais uma vez me presenteares com tua visita.
As melhoras querida...


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 74 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Recuso-me aceitar

. Mais um amanhecer

. Que dia é hoje???

. Aprenda a falar Alentejan...

. Sonho ou Realidade...

. Um esboço

. Imaginação poderosa.

. Frazes ditas

. Passei somente para dizer

. Poisando nas palavras...

. Mais uma etapa da vida

. Perdida no tempo

. As fazes da lua,,,

. Se não sabe fica a saber....

. Amor é tudo isto e muito ...

. EM ALGUM LUGAR DO PASSADO...

. Aqui estou

. Longe de ti minha alma gr...

. Bom 2012

. Senti vossa falta

.tags

. todas as tags

.favoritos

. A perfeição...

. As Contradições do Amor

. Quem serei eu

. Alzira Macedo-dueto-Sonho...

. Teu Nome

. Homem do Mar

. Amanhecer

. Somente Tu

. Um pouco sobre mim ...

SAPO Blogs

.subscrever feeds