Terça-feira, 10 de Novembro de 2009

Defeitos, ou diferenças!!!

 

 

 

 

 

Defeitos ou diferenças…

Nosso estado de espírito se diferencia, pelas diferenças…
hoje feliz,  porque és apenas feliz…
Porque tudo é belo, porque a vida te sorri…
Mesmo quando nos dias mais escuros, onde os problemas aparecem
apenas te resta uma solução, lamentar o momento e sacudir a energia negativa…
Arregaçar mangas e resolver com dinamismo tudo quanto te ofusca…
reconhecer com respeito as diferenças de cada forma de pensar,
de cada forma de agir…
de cada forma de ser…
Só assim a riqueza das diferenças podem criar algo de muito especial,
a confiança!!!
isso a confiança, para que serve ela?
para aceitar sem,  (MAS... e... PORQUÊ…)
Aceitar simplesmente que somos diferentes, mas confiando…
Actuando em estilos diversos e diferentes, oferecendo mais alternativas e probabilidades
de maior possibilidade na forma de agir em comum.
Já que a soma das experiencias,  nos ajudam a ver novos horizontes.
Também existe a forma de se desejar algo diferente simultaneamente…
O que fazer então?
Nunca abdicar do nosso desejo, mas compreendendo as prioridades…
Não adianta tentar convencer quem tem ou deixa de ter razão…
Pois não existe razão, mas sim diferenças!!! De gosto, de partilha de desejo.
De tantas outras coisas mais, que agora não estão para debate…
È  apenas  e simplesmente um exemplo.
Porque se irá tornar numa insatisfação e irá produzir conflitos…
Esses conflitos sim que dói a alma, que levam rios de lágrimas, gritos, palavras mal ditas, mas que foram pronunciadas…
È fundamental termos claro nas nossa mente, que o que temos diferente é a real importância que damos às coisas ou às pessoas…

Não devemos abdicar apenas para sobreviver
Mas crescer com as nossas diferenças e as aceitar.
É importante sabermos qual o nosso limite…
O nosso limite é quando, entramos na razão do próximo…
mas qual razão, se não há razão!!!  Mas sim diferença!
Assim sendo, será um passo enfrente para um ponto de equilíbrio e harmonia.
Se se usa a formula de encontrar defeitos e picardias, para se sobre por ou para que seja aceite sua diferença…

Pergunte-se como estará daqui a 10 anos?
irão me dizer daqui lá tenho tempo de pensar…
Sim, evidentemente que sim, mas também se verá sozinho num mundo onde não foi aceite porque nunca aceitou  a diferença do outro…
Caso queira evitar contactos amorosos, ou mesmo amizades, se gosta da sua solidão…
Então está  no caminho certo quando coloca defeitos no próximo…
Exactamente, porque se o outro só tem defeitos,  só tens qualidades
e vai se valorizando às custas dos defeitos dos outros…
não se necessita, destruir ou magoar ninguém  para sermos livres de valorizar-nos
ou para decidir se somos bons ou fracos…
Geralmente quem isso faz é porque traz uma marca do passado.
Possivelmente foi muito criticado, ou desvalorizado só tinha defeitos…
Na realidade apenas eram diferenças…

Se estivermos empenhados em termos uma relação amorosa ou amigável estável e gratificante
é fazer entender as nossas diferenças.
È perceber que o outro mudou, ou muda…
Porque age diferente pensa diferente…
Então vem a ameaça do ponto de equilíbrio que ruína no próximo problema,
È básico saber que em cada caminhada, devemos caminhar lado a lado, ombro a ombro sorriso a sorriso e se necessário for se dar a mão…
Sem juízos de valores nem preconceitos, nem superioridades nem inferioridades…
Apenas caminhar juntos….

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: insatisfeita no presente
música: uber sieben bricken mus du gehen (Petter maffay)

publicado por Alzira Macedo às 22:14
link do post | comentar | favorito
12 comentários:
De Filipa. a 11 de Novembro de 2009 às 02:31
No fundo a única difrença é só a cor da pele..tudo o resto é igual....:)

BjinhOO*
Filipa


De Alzira Macedo a 11 de Novembro de 2009 às 10:25

Olá Filipa….

Obrigada por me adicionares á tua lista de amigos…
E por vires me ler e comentar…
Essa foto que aí coloquei é apenas um exemplo do que se pode dizer em defeitos ou diferenças…
Para muitos da nossa sociedade é defeito. Pai branco filho preto não cabe na cabeça…
Para outros é apenas diferente…
Há muitas razoes e por vezes desconhecidas por nós para essas diferenças…
Vamos criticar? Vamos julgar?
Não!!!
Vamos somente aceitar a diferença e respeitar essa diferença…
Muito simples no fundo…
Mas complicadíssimo para muitos…
Quem sabe um dia, este mundo girará melhor…
Será o momento ideal e sorrir e dizer valeu a pena falar sobre a diferença…
Até lá vamos continuando diferentes, mas juntos…
Beijinho Filipa Volta sempre…
Irei te comentar já vi que andas ás aranhas com os estudos ahahaha
Tenho um filho da mesma idade (apenas um ano mais velho do que tu) sei bem o que isso é ahahahah
beijos


De Maria Helena a 11 de Novembro de 2009 às 21:35
Vai girar minha amiga!
Este mundo vai girar melhor quando... Jesus Cristo voltar e estabelecer o Seu Reino!
Nele não haverá tristeza nem dor!
Seremos todos iguais, seremos todos Filhos De Deus!
E... todos os sinais nos mostram a proximidade desse dia, o Dia Glorioso do Senhor!
Beijinhos!


De Alzira Macedo a 12 de Novembro de 2009 às 21:22
Olá Maria Helena…
Obrigada mais uma vez pela tua presença em minha humilde morada…
Estou ansiosa que esse dia chegue e que eu esteja presente e poder sorrir para esse novo mundo onde as diferenças sejam respeitadas e admiradas…
um beijo com muito carinho


De Filipa. a 12 de Novembro de 2009 às 13:38
desde já permita-me qe a trate por tu...é qe ete mundo das internets...é mesmo assim, n nos conhecemos e depois..."faltamos ao respeito às pessoas"....

por vezes sinto.me com vontade de mudar o mundo, mas uma so pessoa n o consegue...:S

sim ,realmente ando numa fase coplicada...este 12ºano, está a ser mt complicado...mas com esforço tudo se consugue...:)
Bjinhos para si e para o seu filho..:) se ele tbm tiver blog, qe dê uma olhadinha pelo meu...:$$


De Alzira Macedo a 12 de Novembro de 2009 às 21:30

Olá Filipa…
está á vontade, podes me tratar por tu, até porque meus os filhos o fazem e têm me respeito
Compreendo, essa tua vontade em querer mudar o mundo.
Fica feliz por isso, não és a única nesta batalha…
Não desanimes, não baixes os braços…
continua tu firme ao teu sentimento, ensina quem te acompanhar na vida de que ela pode ser diferente…
Bela, sem mesquinhices …
Quanto aos teus estudos é um percurso complicado, mas quando temos um objetivo na vida…
iremos tudo fazer para conseguir…
E tu irás conseguir…
Necessitas de calma e reflexão, ponderares as tuas prioridades…
Aliás isso acontece no dia a dia do ser humano…
Talvez comeces apenas agora a sentir o peso da responsabilidade…
meu filho não tem blog…
Mas já lhe dei o teu link, penso que te irá ver e tlv comentar não sei…
serão agora assuntos dele…
Um beijinho para ti e desejo-te muitas felicidades no teu percurso…
Ès e serás sempre bem vinda.


De M.Luísa Adães a 12 de Novembro de 2009 às 11:08
Alzira

É noite. A Lua, ardente e terna,
verte na solidão sombria
a sua imensa, a sua eterna
Melancolia...

E tu escreves, numa aceitação plena da tua forma de sentir, para todos quantos te procuram.
Simples e difícil o estar no mundo, cumprir nossos
compromissos, aceitar leviandades, das quais, somos culpados.

"ombro a ombro, sorriso a sorriso", como tu dizes
e aperceber que alguma coisa mudou no outro e
tu ou eu, aceitarmos e continuarmos pelas quebradas.

Lindo! beijos,

Maria Luísa



De Alzira Macedo a 12 de Novembro de 2009 às 21:43

Boa noite Maria Luisa…

Que bom sentir tua força e presença, nesta noite onde deixei a poesia e virei-me para a nostalgia…
Momentos esses que acontecem com pouca frequência mas existem
Sim adquiri um á vontade na minha escrita, de dizer o que sinto, sem rodeios
são momentos meus, eu interpreto o meu papel…
unicamente e exclusivamente meu…
Não falo de vida alheia, não importuno ninguém…
Apenas passo os meus momentos para o papel…
uns mais tristes, outros mais alegres, outros mais apaixonados
e outros mais abstractos…
Sabes bem querida amiga, que por vezes devemos sacudir o coração, para que ele se possa encher de energia fresca e saudável…
Nunca devemos permanecer muito tempo com um sentimento que nos desagrada que nos fere…
Quando não temos quem nos ouça, ou quem nos entenda ou até quem esteja presente…
escreve-se, é como se fosse conversar com alguém…
Até porque conversei, e nos vossos maravilhosos comentários encontrei alento, compressão,
carinho, força, amizade e tantos outros bons sentimentos….
Que agradeço Deus, por me ter rodeado de tão maravilhosos amigos…
Mesmo virtuais, fazem parte de mim…
Aliás já não faço diferença nos amigos virtuais e normais… (Se se pode chamar assim)
estou se calhar mais tempo em contacto com os virtuais do que os que tenho bem perto de mim..
Obrigada amiga, pela tua amizade carinho e presença…
um beijo com muita amizade


De M.Luísa Adães a 16 de Novembro de 2009 às 11:46
Alzira

Desculpa só agora responder. Te esqueceste de mim, com a minha ausência?

Não esqueças! Não me foi possível responder como
habitual, por motivos de saúde.

Espero por ti! beijos,

Maria Luísa


De Alzira Macedo a 17 de Novembro de 2009 às 10:46
Bom dia amiga...
Alguma vez me iria esquecer de ti, claro que não...
Nem penses isso...
Amiga tambem tenho andado um pouco de rodas baixas, alguns problemas com o meu filho tambem....
Por isso evito um pouco de vir por estes lados, não gosto de passar minha parte mais negativa ou triste...
Gosto mais de dar coragem felicidade...
Por enquanto não me sinto muito á altura...
Mas prometo ir te vizitar logo que me sinta mais animada sim amiga...
Beijos e até breve


De M.Luísa Adães a 17 de Novembro de 2009 às 11:06
Alzira

Neste momento estou cansada e depois de uma
análise ao blogs, vou ficar e comentar só quem me
visita e me comenta.
Isto para descansar! Colocar menos poemas e
verificar quem são os verdadeiros amigos e ficar,
apenas com eles para "visitar e eles a mim".
Quem desaparecer, paciência, não era um amigo
verdadeiro! Tenho de aceitar!

Camilo Castelo Branco quando cegou (tinha muitos
amigos, muitos), aos poucos e ràpidamente começaram a desaparecer.
No final da vida, apenas lhe ficou "Um Amigo" dos
muitos que o adoravam. Ele escreveu um poema
sobre esse fenómeno que acontece a todos, em
qualquer altura.
No geral quando temos menos saúde e mais problemas, somos esquecidos e todo o nosso trabalho deitado fora, como se de lixo se tratasse.

Os teus amigos, verdadeiros, estão presentes
quando as coisas estão menos boas.
Quem não está presente, ou morreu e não tem
culpa, ou não era teu amigo.

Temos de viver com as desilusões, contar com elas
e nos fortalecermos para as enfrentar. E acreditar
que os amigos presentes, nos tempos maus - esses
são amigos ,o resto é ilusão!

Beijos com carinho,

Mª. Luísa


De Alzira Macedo a 17 de Novembro de 2009 às 11:32
Olá Luisa...

Entendo bem o que me queres dizer...
Aliás penso o mesmo ...
já te respondi no teu blog sobre e como penso...
Beijinhos amiga e obrigada por mais uma vez me presenteares com tua visita.
As melhoras querida...


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 76 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Recuso-me aceitar

. Mais um amanhecer

. Que dia é hoje???

. Aprenda a falar Alentejan...

. Sonho ou Realidade...

. Um esboço

. Imaginação poderosa.

. Frazes ditas

. Passei somente para dizer

. Poisando nas palavras...

. Mais uma etapa da vida

. Perdida no tempo

. As fazes da lua,,,

. Se não sabe fica a saber....

. Amor é tudo isto e muito ...

. EM ALGUM LUGAR DO PASSADO...

. Aqui estou

. Longe de ti minha alma gr...

. Bom 2012

. Senti vossa falta

.Momento de reflexão

Image Hosting

< < <

Myspace Photo Cube

.tags

. todas as tags

.favoritos

. A perfeição...

. As Contradições do Amor

. Quem serei eu

. Alzira Macedo-dueto-Sonho...

. Teu Nome

. Homem do Mar

. Amanhecer

. Somente Tu

. Um pouco sobre mim ...

SAPO Blogs

.subscrever feeds