Sábado, 7 de Novembro de 2009

O que vou fazer!!!

 

 

 

Estou demasiada eufórica, ou diria nostálgica…
Não consigo diferenciar…
È uma mistura de alegria e tristeza…
Onde a solidão me empurra para a escrita…
Sou assim, sinto-me realizada, quando  escrevo o que a alma me dita…
Quem me conhece já sabe como sou…
Imprevisível…
Feliz, e descontente…
Me irão dizer:  Estás  a contrariar-te…
È verdade sem ser…
Sou assim que poderei  eu fazer?
Nada!!!
Apenas ser o que sou…
Então se me dão licença vou continuar…
Onde estava que já me perdi…
Ah, na tristeza que já passou, na alegria porque posso partilhar e com vós contar…
Não é fixe isso….
È exemplar, é divinal…
Em que segundos conseguimos mudar nosso estado de alma…
querem saber porquê?
Então passo a explicar….
Só somos tristes, porque nada nem ninguém nos ouve, ou porque caímos no abismo…
somos felizes, porque algo ou alguém nos transmite energia, felicidade, jovialidade…
seja o motivo que for, seja da forma que for, não existem regras…
apenas venham elas, estou como o (Jardim, ou seria, o Valentim loureiro, quantos são venham eles ahahahah)
nada disso, nem ligo á politica sequer…
Mentirosa, ligo sim, mas não vou na onde deles…
Mas continuando… Estranhamente queixo-me sempre do exagero de trabalho.
Agora que consegui ter um dia livre… Imaginem só um dia de folga não sei o que fazer com esse tempo…
Dormir, é desperdiçar tempo, Então me digam que faço?

Ir para o Shoping, (Centros comerciais)?

Naaaa, não é minha onda…
Já sei vou ao ginásio, afinal temos que fazer algo saudável para o corpo já que a mente não tem remédio…

Mais esforço físico se já ando tão cansada???
hummmm, mas pensar que vou passar o dia de folga a fazer limpezas, não me comove…
Raios que vou eu fazer do meu tempo livre…
Amor, onde andas, agora precisava de ti!!!
Ok percebi, o amor não é apenas para horas vagas…
Então como vou preencher este tempo livre?
Hummmm…
Escrever?
Já o faço e não preciso de folga, porque isso é o alimento do meu dia a dia…
Se me proibissem agora de escrever acho que me dava uma paragem cardíaca
já não posso viver sem isto….
Então vou continuar a pensar…
Estou tramada, nada mais me ocorre…
Como somos pequenos na nossa imaginação…
Algo que nos falhe na vida e já não sabemos imaginar nada mais para ocupar esse lugar…
Primitivo mesmo, não concordam?
Ah eu superei…
Vou ao cabeleireiro que me esqueci que tinha marcado para quinta feira…
Passou o dia, eu bem notei que algo estava estranho em mim, mas não sabia o quê…
E depois???
Logo algo me vai ocorrer para fazer….
Que pasmaceira esta vida tão, controladinha, que se algo falhar,  já não sabemos como ocupar…
Ok prometo que depois de postar irei pensar no assunto, mas neste momento nada me ocorre…
Bora lá amigos…
Ajudem esta pobre que só sabe trabalhar, em saber saborear a vida…
Deixem dicas, conselhos, vamos lá ajudar, não fiquem parados senão morro de paralisia por nada fazer ahahahhah…

Rio sim, mas espero noticias vossas

 

 

 

Alzira Macedo

sinto-me: nostalgica, bricalhona dicide
música: Deutsche hit parade

publicado por Alzira Macedo às 01:16
link do post | favorito
De M.Luísa Adães a 7 de Novembro de 2009 às 11:35
Alzira

Eu saía de casa, sem rumo certo.

Que importa o rumo, o lugar, tudo aparece quando

se acredita e não nos preocupamos demais, com o

que fazer ou o que dizer.

Caminhemos por desertos sem fim,
Procuremos o que não tem fim
Esse sabemos,
o encontramos sempre
nunca o perdemos.

caminha sem rumo, sem procuras especiais e aceita
o que encontras, mas o que não interessa repudia,
olha em frente e para os lados - para trás não
aconselho.
Mas fazes como quiseres, como gostares.
Não marques compromissos, não resultam e não
te dão a felicidade que sentes dentro de ti, mas não se manifesta em coisas palpáveis.

Aprende a não te incomodares com o minuto seguinte, ele vai passar, queiras ou não. Ele vai
passar sem dó nem piedade.

Caminha, próximo do mar, olha em frente e para os lados e descobres a beleza do canto do mar a falar
contigo.
Escuta com cuidado, ele não é assim tão bom e
atraiçoa o caminhante, sempre que pode.

Mas sai sem destino,

Ele vem ao teu encontro

Não te preocupes

Ele não se esquece de ti.

Vive em liberdade, sem planos de procura, de coisas inexistentes.
O real não te pertence,
Mas os Sonhos - são teus!

Tem a certeza nos teus planos!

Maria Luísa


De Alzira Macedo a 7 de Novembro de 2009 às 17:08
Oi Luisa…
Muito boa sugestão…
Gostei da tua ideia de sair, sem rumo nem beira
Sem preguiça nem canseira
apenas andar, observar
viver e desejar
sem percursos, apenas caminhos que pisarei
sem escolher, sem planear
apenas andar…
Lindo, maravilhoso esse pensar…
Obrigada querida pela ideia…
Entre o vento e a chuva terei um tempo
Um espaço…
Para usufruir desta bela realidade…
beijos com carinho


Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 76 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Recuso-me aceitar

. Mais um amanhecer

. Que dia é hoje???

. Aprenda a falar Alentejan...

. Sonho ou Realidade...

. Um esboço

. Imaginação poderosa.

. Frazes ditas

. Passei somente para dizer

. Poisando nas palavras...

. Mais uma etapa da vida

. Perdida no tempo

. As fazes da lua,,,

. Se não sabe fica a saber....

. Amor é tudo isto e muito ...

. EM ALGUM LUGAR DO PASSADO...

. Aqui estou

. Longe de ti minha alma gr...

. Bom 2012

. Senti vossa falta

.tags

. todas as tags

.favoritos

. A perfeição...

. As Contradições do Amor

. Quem serei eu

. Alzira Macedo-dueto-Sonho...

. Teu Nome

. Homem do Mar

. Amanhecer

. Somente Tu

. Um pouco sobre mim ...

SAPO Blogs

.subscrever feeds